Resenha|| O Lado Escuro da Madrugada


Avaliador:
Título: O Lado Escuro da Madrugada
Autor: Roberto Giacundino
Editora: Pandorga (Cortesia da LC- comunicações)
Páginas: 272

Quando um famoso publicitário é assassinado no Teatro Municipal de São Paulo, após ser premiado por uma campanha contra a discriminação racial e todo tipo de preconceito, sua colega de emissora, a jornalista Sandra Garcia, decide tomar o caso para si e descobrir a motivação do assassino, sem saber que este era apenas o primeiro de uma série de outros assassinatos que seguiriam um padrão, interligando as vítimas. Durante a investigação, vertentes inesperadas surgem: teria seu colega sido assassinado por um dos funcionários do Teatro Municipal? Ou por neonazistas buscando grotescos ideais? Ou, quem sabe, uma execução por dívidas de entorpecentes? Acompanhada de três aliados: o irmão da vítima, um novo e inusitado parceiro de investigações, e um jovem hacker, Sandra faz cair as máscaras em seu caminho, pois as possibilidades são inúmeras e nada nem ninguém é o que parece.

O Lado Escuro da Madrugada é um romance de estreia do escritor paulista Roberto Giacundino, repleto de aventura, mistério e segredos. É com orgulho que digo que o livro me surpreendeu bastante! Não curto livros policiais, pois fico muito apreensiva e nervosa. Geralmente eu não entendo as cenas de luta, porque sou um pouco lenta, mas este livro veio contra tudo o que eu pensava e se mostrou uma ótima leitura, tornando-se um dos meus livros policiais favoritos e abrindo a minha mente para embarcar em outros livros do gênero.

O livro se inicia com uma festa no Teatro Municipal de São Paulo para premiar os jornalistas e as emissoras da área de Comunicação, é um evento de gala em que as principais emissoras estarão reunidas para prestigiar os seus jornalistas. Entretanto, nem tudo ocorre como o esperado, no meio da festa, um grande publicitário que acabara de ser premiado por sua peça contra o preconceito racial, é assassinado e seu corpo é encontrado por um empregado.

Sandra Garcia, uma jornalista importante e mundialmente conhecida, através do seu faro jornalístico, decide investigar o caso por si mesma, afinal, Evandro, a vítima, era seu amigo, o que tornava tudo ainda mais íntimo. Ela conta com a ajuda do irmão da vítima e do seu novo companheiro de externas, Fábio, e juntos vão tentando desvendar o caso.

Por outro lado, diversos acontecimentos acabam ocorrendo e impedindo a investigação de Sandra. É encontrado no local do crime, uma abotoadura com uma suástica, símbolo do nazismo, e isso acaba contribuindo para uma suspeita de que os neonazistas estivessem envolvidos no plano e na morte de Evandro.Quanto mais ela vai desvendando o acontecimento, mais mortes vão ocorrendo e tornando o caso cada vez mais entrelaçado e misterioso. Alguns acontecimentos acabam pondo a sua própria vida em risco. 

Ela não sabe se a suspeita de crimes nazistas é apenas uma teoria plantada para tirar seu pensamento do próprio assassino ou se tem cabimento. Não sabe também se foi crime por causa de drogas ou  um crime passional, tudo parece muito confuso e entrelaçado e ela tem que entrar firme no caso para buscar compreender o que aconteceu, mesmo levando ameaças da sua emissora de que ela deve se afastar do caso antes que ocorra algo pior.

O livro é repleto de reviravoltas e mistérios. A obra é narrada em terceira pessoa e devido a isso, temos a visão de outros personagens, deixando a leitura ainda mais dinâmica. Esta é uma leitura muito fácil e envolvente, prende o leitor até o fim, com o propósito de descobrir quem está por trás dos crimes e quando descobrimos... é de tirar o fôlego! Um livro com final surpreendente e arrebatador, que faz você torcer pelos personagens até o último segundo. Recomendo a todas as pessoas que gostem de um bom romance policial e todas aquelas que, como eu, não gostem tanto mas desejem ampliar o seu conceito, pois, foi o que aconteceu comigo, vocês não irão se arrepender. 




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.