Resenha|| Escola dos Mortos


“Você não pode fugir de nós. Uma vez na Escola, para sempre na Escola.”


Título: Escola dos Mortos
Autora: Karine Vidal
Editora: Skulll
Páginas: 590
Comprar: Amazon

Lara Valente irá morrer. Mas sua história não termina por aqui. Pelo contrário: é aí que ela começa.
A jovem carioca será enviada para um misterioso internato na Inglaterra. Mas o lugar esconde um segredo. Lara se deparará com vozes de gente morta em gravadores, assassinatos misteriosos no colégio, meninas mortas que ainda moram nos quartos, e um despertar assustador num caixão. 
Tudo isso vai leva-la a descobrir que, por trás da fachada da Escola dos Sotrom, existe uma Escola muito mais perigosa, cheia de segredos, pactos e mortes.
Nessa Escola repleta de ocultismo, Lara será assassinada. Mas sua história ainda não terminou. Ela acordará em um mundo paralelo, um universo glamouroso onde vive a nata dos melhores, escolhidos à dedo pela Morte. 
A Escola dos Mortos abriga os que foram assassinados e enviados para lá. Uma sociedade escondida em que existem apenas os melhores, coexistindo em segredo com a escola dos vivos.
Adolescentes mimadas, carros luxuosos, segredos escandalosos, campeonatos, corridas e 


Esse foi um dos melhores livros nacionais lidos este ano de fantasia e mistério. Imagina estudar em uma escola em que todos estão mortos? Um tanto estranho, não é? Essa a definição para Escola dos Mortos onde nada é impossível. Karine Vidal é a autora responsável por criar uma trama tão instigante e que nos leva a acreditar no outro lado.

Lara Valente vive com a sua mãe e irmã mais nova, que tem uma maturidade tamanha. Elas estão tentando sobreviver como podem,  e por isso a mãe da menina dá o melhor para sustentar a casa e tudo que Lara mais quer é uma vida digna, simples. A mudança repentina em sua vida acontece quando um homem estranho a mando do seu avô falecido bate a sua porta. Ao revelar a pequena fortuna herdada, os olhos de Lara se enchem de alegria e raiva ao mesmo tempo.

Seu pai havia desaparecido por anos e só agora recebe noticias de um parentesco com um avô bilionário e falecido. Como nem tudo cheira muito bem... ela teria que cumprir parte do acordo. E por dexaria o Rio de Janeiro, seu maravilhoso mar e pôr-do-sol para morar na Inglaterra e estudar por um ano na Escola de Sotrom.

Por mais desagradável que fosse ficar longe de sua mãe e irmã, a carioca não vê outra forma de melhorar a situação financeira. Ora, ela só teria que estudar por um ano e depois voltaria para o seu lar.

Lara viaja, chega na escola e se depara com um local atormentado de adolescentes esquisitos. Ela não consegue durar um dia sequer. Algo terrível lhe acontece: ela morre (deixo na responsabilidade de vocês para descobrir como). Mas quem disse que esse é o fim? A morte é só começo! Lara acorda sem entender nada e sabe que há algo errado consigo mesma. Tudo começa a ser desvendado: ela agora é uma morta viva. A Escola dos Mortos (EM) lhes é apresentada. Adolescentes glamourosos, completamente diferentes dos alunos da Sotrom. Em meio ao turbilhão de informações, o coração de Lara despara por um cara: Luka. Um russo misterioso que arranca o suspiro das garotas na EM. O que a nossa carioca fará para se aproximar de Luka? Aliás, quem é o assassino que desejou a sua morte?
"Eu precisei morrer para encontrar meu lugar no mundo. E que me perdoem aqueles que estão vivos, mas aqui, nesse mundo dos mortos, eu conseguia encontrar vida em cada esquina. Isso a Morte não conseguiu nos roubar - éramos humanos."
Surpreendente. Envolvente. Tentador. São as palavras com as quais descrevo essa obra. Karine Vidal tem uma mente criativa e uma escrita, absurdamente, viciante. É impossível você parar de ler. Nosso desejo não se volta apenas em torcer para que aconteça um romance. Mais que isso, nós desejamos entender o POR QUE? ela está na Sotrom. Quem é o seu assassino e qual o plano da morte para com todos eles.


Nossa cabeça dá voltas e mais voltas. Tem um toque especial no enredo que pode ser equiparado com Jogos Vorazes. As metáforas agregadas ao enredo tornam esse volume ainda mais brilhante.

Desse modo, Lara e Luka tem uma relação muito complexa. Ambos não conseguem passar pelo mesmo lado da rua, eles se chocam e brigam constantemente. Isso torna os capítulos ainda mais interessantes porque há uma relação de profundidade. Vamos crescendo e conhecendo o enredo junto com o amadurecimento das personagens.

O desfecho é brilhante e nos força a desejar o segundo livro, que em breve será lançado. A diagramação tá maravilhosa, bem como a escolha da letra e fonte. Eu não resisti ao toque dessa capa com o Luka na frente e não pude deixar de notar que conversa muito bem como todo o enredo.  Karine amarra muito bem os pontos da história com as pistas deixadas durante a leitura.



"Mas você se enganou se achou que esse foi o fim. Muito pelo contrário. É agora que minha história começa."

Aos poucos vamos descobrindo o significado da Morte como também os planos dela.  Chega a ser macabro o meio do enredo, por isso se você curte suspense e mistério não pode deixar de entrar na Sotrom, morrer e descobrir que a morte é apenas o começo! O que você faria se soubesse que viveria eternamente?


Nenhum comentário