Resenha|| A improvável Annelise


"Pessoas poderosas assustam principalmente aqueles que já detêm o poder."

Título: A improvável Annelise
Editora: Astral Cultural
Páginas: 272
Ano: 2017 
Comprar: Amazon
Era uma vez pessoas de um planeta distante, poderes especiais, um sequestro, um Guardião e uma pedra. Essa realidade fantástica invade a vida da pacata Annelise no dia em que seus pais desaparecem. Longe de casa e cercada de estranhos desconhecidos, ela se descobre descendente do povo de Antera e deve aprender a confiar em seus instintos para salvar a família. Uma aventura cheia de sentimentos e surpresas.
A escrita da Taty Avez é maravilhosa e suave. Me apaixonei pela Annelise, principalmente porque me encontrei nela em alguns momentos. Eis que a obra A improvável Annelise foi lançado pela Astral Cultural  e conta com um enredo que mescla os ambientes do Brasil e da Europa. 

"Pessoas poderosas assustam principalmente aqueles que já detêm o poder."

A frase "Você é de outro planeta?" nunca fez tanto sentido quando se trata de Anne Toder e sua família. Ela mora nos cânions brasileiros. SIIM, um dos lugares mais lindos para se visitar no Sul. Ela é jovem e tem uma irmã gêmea ( confesso que era meu sonho, mas depois de Elissa, nem pensar!) chamada Elissa. As duas podem ser parecidas fisicamente, mas são completamente diferentes no quesito personalidade. 

Percebemos que as coisas ficam feias desde o primeiro capítulo: quando Annelise recebe uma ligação de sua irmã Elissa. Ela ainda não sabe o por que e nem como. Ela sabe apenas que nunca mais verá os seus pais depois daquele acidente, que os levou, no abismo dos cânions. Elissa pede para que Anne se mantenha segura, sua irmã ainda não sabe que precisa ser protegida. É exatamente por isso que ela vai em busca de respostas.


Quando Anne decide pegar o primeiro voo para o Brasil, ela é barrada por Hans e Oliver, amigos dos pais da garota, que segundo eles ficaram encarregados de protegê-la. Com omedo do perigo Anne tenta fugir para todos os lados, mas não há escapatória. A verdade lhes é revelada: Annelise e Elissa não são do planeta terra. Elas são de um planeta distante, chamado Antera. Destruído por ganância e pela busca de poder. Como forma de não deixar aquela geração morrer, os lideres encontraram na terra um novo lar, mas eles não podem se revelar. 

A sede pelo conhecimento sobre sua origem despertou em Anne algo diferente. Ela sabia que Elissa não era normal, e que sempre escondera algo. Ao descobrir que além de extraterrestre ela tem que desenvolver poderes especiais, a loucura a consome e mais do que nunca ela precisa correr contra o tempo. Além de tudo isso, Oliver, o seu guardião não desgruda do seu pé. Uma vez que ambos sentem aversão um pelo outro, tudo pode acontecer, inclusive uma paixão. 

"Até porque, ela concluiu, se fosse assim, sentiria atração e não incômodo na presença de Oliver. Ele era bonito, e isso era fato, mas também perturbador."

Annelise Toder não consegue desenvolver os seus poderes, mesmo com todos os riscos. Com ajuda de seus amigos, ela fará de tudo para proteger o seu povo. Do outro lado do mundo, Elissa tenta descobrir formas de dar um pouco mais de segurança para sua irmã. As gêmeas, agora, só terão uma chance. O que irá acontecer?

A Taty me deixou esperançosa logo nos primeiros dias do ano com essa leitura. Uma fantasia cheia de marcas regionais sobre o Brasil, que amarram muito bem os personagens de forma que nos sentimos seguros para o final do enredo. 

Os capítulos iniciais situam bem o leitor sobre Anne e seus familiares. Somos compelidos pelo amor que aquece as gêmeas, principalmente depois que elas perdem os pais. Fiquei com o coração na mão na parte que Anne está distante do Brasil e recebe a notícia acerca do acidente. Ao mesmo tempo que dolorido, isto foi vital para que a coragem dentro da garota despertasse.

Ao descobrir sua identidade, Anne sente o desejo de conhecer e proteger o seu povo. Com o tempo, ela desenvolve suas habilidades, mas nesse período vivenciamos uma sequência de ações que nos fazem criar várias teorias. É uma fantasia com muita ação e cheia de diálogos bem humorados. A obra em si não foca no romance, ele é apenas uma janela para compor a temática central: a vida de Anne, a descoberta de sua origem e o seu desenvolver como pessoa.

"Para ser uma boa líder, deve-se primeiro aprender a usar todos os poderes com perfeição."

Toda a ambientação é intercalada entre as belas paisagens dos Cânions, entre a região de Santa Catarina e o Rio Grande do Sul., versus a imagens europeias.  A capacidade da autora em não fazer-nos esquecer da origem de suas personagens é encantadora. Mesmo do outro lado do mundo, Anne sente essa necessidade de lembrar sempre do Brasil, e de suas raízes. O enredo como um todo é belíssimo. Depois que você começa, não consegue parar. Por isso, a leitura se faz adequada para jovens e adultos que se interessam por fantasias, bem como aqueles que desejam conhecer sobre esse gênero.


"Bondade demais também gera desconfiança."

9 comentários:

  1. Olá, Amanda!
    Parece muito bobo, mas acabei relacionando a história de Annelise com de ícones dos quadrinhos, como o próprio Kal-El e Star Lord. A história por fazer menção ao Brasil me despertou muito o interesse, durante minha vida não tive muito contato com histórias que ocorriam aqui em nosso território. Pretendo ler, tenho curiosidade com relação aos poderes da protagonista e a relação com a irmã (pela forma como descreveu não parecia positiva).

    Um beijo!
    [Um Remédio Chamado Ler]

    ResponderExcluir
  2. Adorei o cenário do livro e já quero ler pra saber como que essa história se deu em um lugar tão maravilhoso. Acho que realmente é uma história de outro planeta.
    Amei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie! Nossa, esse livro parece muito bom e ágil de se ler, principalmente por trazer essas questões regionais, e santa catarina é o meu estado. Adorei saber da mescla de cenário e que os personagens nunca esquecem suas próprias raízes, isso é muito bacana.

    ResponderExcluir
  4. Tenho visto tantos comentários positivos a respeito desse livro, a autora tem feito muito sucesso e com a sua resenha só me deixou com mais vontade de ler. O fato de ter cenários brasileiros com certeza é um ponto positivo.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Ainda não conhecia esse livro e achei bem interessante. Ficaram incríveis as fotos que usou para compor o post. Ótima resenha, estarei anotando a indicação, bjooo

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda

    Vi esse livro esses dias e lembro que fiquei encantada com a capa, é tão maravilhosa e delicada que compraria só por isso. Mas em relação a história, fiquei completamente apaixonada, é bem do estilo de livro que amo, adoro quando enredos trazem coisas regionais, acabamos por conhecer coisas que normalmente nem prestaríamos atenção. Valeu pela dica.

    Bjão
    http://www.galaxiadeideias.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Já vi a capa desse livro algumas vezes e sempre achei muito linda. No entanto, não tinha a menor ideia que se tratava de uma fantasia. Mesmo sendo um gênero que gosto muito, confesso que a premissa não me atraiu muito. Confesso que cansei um pouco dessa fórmula protagonista perde os pais/família, descobre ter poderes especiais e que precisa salvar seu povo.
    Mesmo tendo adorado sua resenha e sendo apaixonada por esta capa, vou passar a dica dessa vez. Mas fico feliz que tenha aproveitado a leitura e achei interessante saber que a autora consiga mesclar diferentes lugares do Brasil na ambientação da história.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Helloo, tudo numa nice?!
    Concordo completamente com esse último quote ahahha. Eu já tinha visto esse livro antes, mas não tinha me interessado até a sua resenha. Parece um livro interessante e me chamou a atenção com esse mistério leve envolvido. Espero poder ler se tiver oportunidade.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?

    Confesso que não tinha visto nada sobre esse livro e nem sobre a autora até o momento, mas também que a premissa me cativou bastante, O livro parece bem legal e você conseguiu me deixar curiosa sobre alguns pontos. O fato de ser ambientado no Brasil, ok, entendi que tem uma mescla aí, mas pelo que entendi a maior parte se passa no Brasil me cativa também...

    Beijo!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.