Entrevista|| Autora de Anjo Russo

Em mês de festas o Faces sempre trás entrevistas e outros assuntos do meio literário. Com a ajuda da LC comunicações, nós conseguimos uma entrevista exclusiva com a autora do livro: Anjo Russo. Vamos conferir?


Anjo Russo
Na instigante obra, Liudmila, uma russa com cidadania dinamarquesa, é acusada e presa por um atentado. Enquanto isso, a alguns bons quilômetros dali, Mattias Larsen, homem frio e calculista, capaz de sentir afeto somente por um lobo domesticado que adotou, ri e comemora a notícia iminente da morte de Elisa, esposa de seu patrão, Eirik Leiv.Em busca de uma preciosidade denominada "O Tesouro de Iduna", Mattias percorre um caminho obscuro, passando pela Escandinávia. Ali ele rouba o "Códice de Uppsala", manuscrito medieval islandês que inclui a versão mais antiga do Edda em Prosa, doado em 1669 à Biblioteca da Universidade de Uppsala pelo chanceler Magnus Gabriel de La Gardie ‒ o suposto favorecido do tesouro.


ENTREVISTA 


1. Há quanto tempo você é escritora?
Escrevo poesias, letras de músicas e crônicas há algum tempo, mas me tornei autora há quatro anos, quando lançei meu primeiro livro infantil em norueguês: Bursdagskake til Nikolai (Um bolo de aniversário para Nikolai), que também foi publicado por uma editora brasileira, a Zapbook. 

2. Quais as dificuldades para moldar a sua escrita com o seu discurso?
Escrever é sempre um desafio que precisamos enfrentar, e não tem como fugir das dificuldades. Uma hora ou outra, pode surgir um “apagão” no processo da escrita que precisa ser enfrentado com perseverança e otimismo. Quando encontro dificuldade para prosseguir com o texto que estou trabalhando naquele momento, eu busco na leitura um ponto de partida para voltar a criar. Ler me estimula a memória, e a criatividade sempre chega depois de um tempinho viajando no mundo criado por outros autores.

3.Quando você está criando personagens, que tipos de sentimentos você mais coloca em cada um para compor o enredo?
Cada personagem é único. O processo de criação destes é analisado e composto de acordo com o desempenho que cada um vai ter na trama. Importante estar antenado para este detalhe, a fim de não sobrecarregá-los com qualidades ou defeitos que poderão descaracterizá-los e, com isso, perder a verossimilhança que dará vida ao enredo.

4. Existe algum personagem do seu livro que se ligue à sua personalidade, ou histórico de vida?
Não. Todos os meus personagens são frutos da minha imaginação. Claro que observo muito o comportamento humano e tiro dessa análise material para compô-los, mas sempre de maneira ficcional.

5. Quantas vezes na semana você se dedica à leitura e escrita da sua obra?
Quando estou trabalhando numa obra, eu me dedico de quatro a cinco horas por dia, durante todos os dias da semana, inclusive sábados e domingos. A rotina da escrita possibilita não perder o foco nem o fio condutor da história que se pretende contar. Autor e obra precisam funcionar de maneira extremamente conectada, para que o momento não se perca e a história não deixe pontas soltas.

6. Para quem deseja iniciar a carreira no meio literário, qual conselho você daria?
Eu diria para ler muito. Reler os clássicos, porque sempre se extrai uma nova visão da leitura, além de se poder observar bons exemplos de técnicas de escrita. Ser persistente em escrever todos os dias, criando rotinas e metas. Anotar as ideias, porque elas se perdem em meio à correria do dia a dia. Ser original e buscar palavras não repetidas em outros livros. Ser extremamente paciente consigo, mas jamais se deixar levar pelo erro do: "Amanhã eu começo a escrever o livro". Fazer cursos profissionalizantes de escrita criativa para ajudar nas técnicas de contação de histórias. E, por fim, criar mecanismos para auxiliar no processo de escrita, como gravar algo que surgir de repente à mente e que poderá se tornar uma bela cena, se escrita depois com palavras apropriadas e bem trabalhadas.

Comprar: AMAZON
Zia Stuhaug é compositora, poetisa e escritora infantojuvenil bilíngue português/norueguês, com quatro livros infantis publicados no Brasil e Noruega. Nasceu em Engenheiro Beltrão (Paraná) e, atualmente, vive com a família na Noruega. Graduou-se em Administração pela Universidade Estadual de Maringá, com especialização em Gestão de Pessoas pela Universidade Federal do Paraná. Teve várias participações em Antologias poéticas publicadas na Suíça, França e Itália. É proponente do Projeto de incentivo à leitura, Escola com Histórias, membro da A ALALS – Académie de Lettres et Arts Luso – Suisse, com sede em Genebra, na Suiça, e correspondente internacional da Unijore (União dos jornalistas e escritores de Maringá). Anjo Russo é seu romance de estreia.

Em breve teremos resenha do livro aqui da obra, por enquanto fiquem atentos as nossas redes sociais.
 

Nenhum comentário