Resenha || Prazer em Julgamento






“... eu não queria dar a ela somente coisas materiais, o mais importante para mim era lhe dar amor. E isso eu tinha de sobra.”


Título: Prazer em Julgamento 
Autora: Nina Müller 
Editora: Planeta (Selo Essência) 
Ano: 2017 | Páginas: 224

Primeiro livro físico da autora fenômeno de vendas na internet Lívia é uma psicóloga dedicada e tenente da aeronáutica. Vítima de um relacionamento abusivo no fim da adolescência, ela não se sente capaz de se relacionar de maneira saudável com outra pessoa. No entanto, um de seus primeiros pacientes é seu colega de farda Rodrigo Guerra, um piloto suspenso pelo comandante da base por arriscar sua vida e o equipamento com manobras ousadas demais no ar. Agora, ela não consegue evitar a eletricidade que percorre seu corpo toda vez que encontra Rodrigo, e o resultado dessa complexa relação entre terapeuta e paciente é imprevisível.


Lívia Venturi é uma linda e Jovem mulher marcada por seu passado de dor e sofrimento. Depois de viver anos e de sofrer todo tipo de abuso físico, psicológico e emocional ao lado do namorado abusivo, decidiu se afastar dos homens e não ser mais usada para por eles para seu próprio prazer.

Rodrigo Guerra é um talentoso piloto da FAB (Força Aérea Brasileira) que foi suspenso após praticar manobras arriscadas colocando a sua vida e a de outros em perigo. Por causa disso precisa passar por algumas sessões com a psicóloga da companhia, ele só não esperava que a psicóloga fosse a linda e jovem Tenente Lívia Venturini e que seu corpo ansiasse tanto pelo dela.

Decidido a tê-la em sua cama, Rodrigo usa as sessões para se aproximar e se insinuar para Lívia e ao notar que ele também a atrai, decide que nada irá impedi-lo, mas as coisas não são tão simples; enquanto ele arma para estar sempre por perto dela, Lívia reforça os muros em volta do seu coração, decidida a não deixar nenhum homem, especialmente o Tenente Rodrigo Guerra chegar perto demais.


Quando Rodrigo finalmente consegue se aproximar de Lívia, acaba desencadeando suas piores lembranças do passado o que a faz afastá-lo ainda mais de si. Mais interessado do que nunca Rodrigo decide investir ainda mais na conquista a Lívia e a desvendar os mistérios que aquela bela mulher misteriosa possui.


“ – Quero cuidar de você, Lívia. – Disse beijando seus lábios.
   –  Nunca ninguém cuidou de mim antes, Rodrigo – falou com voz melancólica.” 

E quando o passado da Lívia volta a atingi-la Rodrigo está pronto para provar que amadureceu e que está disposto a tudo para proteger mulher que ama, mas será que isso é suficiente para afastar os fantasmas que a perseguem?

Prazer em julgamento, assim como a capa e a sinopse propõem um romance hot, que trabalha a redescoberta do prazer por uma mulher que sofreu calada por muitos anos em sua vida. Além dos abusos que sofreu, o fato de não poder contar com os familiares e amigos por medo das represálias a eles, deixou Lívia ainda mais trancada em si mesmo. Ela sabia que algo estava errado em seu relacionamento, mas não conseguia fugir da situação.

A violência doméstica é o assunto principal abordado nesse livro, quando as mulheres são agredidas de diversas formas por aqueles que deveriam protegê-las e amá-las. Assim como a Lívia, a maioria das mulheres que sofrem esse tipo de violência no Brasil acaba suportando a situação por anos e anos calada, por medo por suas vidas ou daqueles que amam.

“Eu nunca pensei que pudesse ser tão amada e tão desejada pelo mesmo homem. E que ele seria o namorado por quem eu era loucamente apaixonada. Eu estava no paraíso. Um paraíso repleto de erotismo e paixão.”
Depois que conseguiu se livrar do ex-namorado, Lívia passou dois anos evitando os homens e excluindo qualquer tipo de relacionamento do seu futuro, até Rodrigo aparecer. Ele desperta nela desejos que jamais pensou sentir, o que a deixa assustada. E quando ele mostra que sexo deve ser prazeroso para ambos os parceiros, e que ele é alguém em quem ela pode confiar, Lívia vai derrubando suas barreiras e se abrindo a possibilidade de amar e ser amada. 


“... Rodrigo descolou nossas bocas e agarrou meu rosto. Olhou-me tão profundamente que senti que via através de mim. Ele via a Lívia de verdade, com medos, traumas e defeitos.”

Prazer em julgamento é um livro simples contato pelo ponto de vista de Rodrigo e Lívia, o que na minha opinião só deixou o enredo ainda melhor. A história é fluida e sem muitas surpresas, mas traz lições grandiosas sobre violência, amizade, apoio familiar e redescoberta de si mesmo. Se você curte um romance hot, cheio de cenas picantes e com uma história leve, esse livro é para você.

A revisão, diagramação e capa da Planeta de livros Brasil pelo selo Essência está linda, vale super a pena adquiri a obra. Eu recomendo!



Atenção: Se você é vitima ou conhece alguém que sofre qualquer tipo de violência não tenha medo, denuncie. A denúncia é anônima e gratuita e pode ser feita através da Central de Atendimento a Mulher através do número 180, todas as mulheres estão amparadas pela Lei Maria da Penha (Lei n° 11.340/06).


Onde comprar: Amazon / Saraiva 

SOBRE A AUTORA


Nina Müller é gaúcha e se especializou em romances eróticos, alguns deles ambientados no mundo das leis. Nina é um sucesso na plataforma de autopublicação da Amazon, e Prazer em Julgamento, terceiro volume da série Sentença, é seu primeiro livro físico.
                       

Nenhum comentário