Resenha|| Férias no acampamento Pikachu


Título: Férias no acampamento Picachu
Autor: Alex Polan
Ano: 2016
Editora: Valentina
Páginas: 104
 
    

As aulas acabaram!
É hora de curtir as férias no Acampamento Pikachu. Aqui você vai encontrar muita diversão, alegria e um monte de competições.
Cada equipe tem o nome de um Pokémon, é formada por quatro integrantes e tem seu próprio esconderijo secreto.
Dessa vez, a brincadeira será o jogo capture-a-bandeira, e vencerá a equipe que conquistar o maior número de bandeiras.
Marco, Logan, Maddy e Nisha fazem parte da Equipe Treecko, o Pokémon lagarto. Eles vão precisar de muita imaginação para vencer sua grande concorrente, a Equipe Fennekin, do Pokémon raposa.
O que será que eles vão aprontar para vencer o jogo e ter seus retratos no Hall da Fama do Acampamento Pikachu?
Vamos descobrir?

Como é maravilhoso lembrar os desenhos de infâncias, ainda mais em forma de livro, no qual você pode tocar, imaginar e acima de tudo prestigiar a escrita do autor. Alex Polan é o cara quando o assunto é Picachu e Pokémon. Férias no acampamento Pikachu, foi lançado pela Editora Valentina em 2016, cujo autor Alex Polan, pretendo focar em histórias não oficiais, como o próprio subtítulo sugere. O enredo em si vai narrar de forma divertida o dia a dia das crianças no acampamento em que o melhor vence!



Essa edição é para colecionador, como também pelos apaixonados por jogos e desenhos de Pokémon. Neste livro um grupo de crianças irão passar suas férias no acampamento Pikachu. De um jeito bem divertido nós iremos entrar em uma competição, em que apenas uma equipe será a vencedora. 


Os grupos foram divididos em quatro equipes com um número de membros igual, para não haver problemas. O melhor de tudo é que cada equipe leva o nome de um Pokémon, e todos tinham um esconderijo secreto. Todos os dias em que eles estão lá há uma prova diferente, um novo desafio. De todas as equipes, duas se destacam por abrir uma disputa acirradíssima: Equipes Treecko e Fennekin, cada um com o nome de Pokémon, Lagarto e Raposa. A tensão é tão grande entre eles que alguns tentam burlar as regras. Só que não será tão fácil enganar o treinador. E, aí por qual equipe voc~e irá torcer?

Confesso que fiquei apaixonada pela Equipe Treecko. Os garatos Marco, Logan, Maddy e Nisha são apaixonantes e nos cativantes. Estou completamente apaixonada pelo modo com a estória se desenrolou como também por ser algo novo. A proposta de se trazer algo diferente do que acontece em desenhos, filmes etc.; é bem interessante, ainda mais se você tiver uma criança em casa para ler junto com ela.

O próprio gênero infanto juvenil me chama a atenção por essa peculiaridade de trabalhar com o lúdico, de mexer com nossa imaginação e nos fazer perceber o quão maravilhoso é ser criança. Quase não se vê as crianças de hoje falando sobre desenhos. Elas estão o tempo inteiro ligadas na internet,  e acabam esquecendo o real significado da infância. Esse livro nos traz bons ensinamentos sobre o que se pode aprender com o espirito de equipe. 

A Editora Valentina trouxe um livro maravilhoso que se volta a um público infantil/adolescente, por outro lado, não impede que um adulto leia. Acredito que é uma obra acessível para todas as idades, principalmente para os colecionadores.


O livro como um todo é maravilhoso. A capa e diagramação enriquecem ainda mais a leitura e nos transportam para um ambiente de Férias (tudo que eu preciso nesse momento).

Nenhum comentário