RESENHA || ETERNAMENTE CECÍLIA

    Título:  Eternamente Cecília Autora: Elysanna Louzada Editora: Amazon | Ano: 2017 | Páginas: 405

                       
    Avaliação: 
          Onde comprar: Amazon

1890, Itália. Cecilia Agrizzi embarca com a família em um vapor para o Brasil em busca de trabalho e das terras prometidas pelo governo do Espírito Santo. Cecilia vai trabalhar em uma fazenda de café, mas quando seu pai adoece, ela se transfere para a cozinha da casa de Estela Dias, uma arrogante aristocrata que não perde a chance de humilhar seus empregados. Seus problemas só pioram depois que o herdeiro, Francisco, um conquistador nato, interessa-se por ela. Em meio à uma tórrida paixão, Cecilia precisará se livrar do obsessivo Otávio e enfrentar o ódio de Estela que usará de violência para se vingar da italiana que roubou o coração de seu filho e arruinou as chances de vê-lo casado com uma herdeira rica.
Eternamente Cecilia é a história de um amor proibido que desafia as convenções sociais do século XIX.
“Eu só queria que soubesse que eu gostaria muito de beijá-la, mas não farei isso até que permita.”

Cecília é uma jovem imigrante italiana que vem para o Brasil junto com seu pai e irmãos em busca de uma vida melhor.  Após uma longa e exaustiva viajem, Cecília chega ao Brasil, e se depara com a realidade da sua nova vida ao perceber que as promessas feitas a fim de convencer os italianos a virem trabalhar no Brasil, não foram realmente cumpridas.

Francisco Dias é o filho de um grande fazendeiro do Espírito Santo, mas diferente dos seus pais o jovem possui seus próprios ideais e luta em prol da abolição da escravatura e estabelecimento da republica. Tendo estado longe de casa por vários anos, Francisco está de volta para a leitura do testamento do seu pai.

Mas com a sua chegada, Francisco descobre que a fazenda não está indo tão bem quando ele imaginava, e que o trabalho dos italianos apesar de melhor que dos escravos, não está tão satisfatório quanto desejado. Francisco descobre também que sua mãe não está cumprindo o acordo com eles o que os está deixando bastante insatisfeitos. Para piorar, a ideia de sua mãe para salvar a fazenda é casá-lo com uma herdeira com um bom dote, mas Francisco não pensa em casar-se tão cedo, muito menos vender-se mesmo que seja para salvar a sua fazenda.

Por outro lado, Cecília descobre que surgiu uma vaga na cozinha da casa principal onde o dinheiro é bem melhor que na lavoura de café, ao ver seu pai tão debilitado ela decide candidatar-se a vaga, desejando manter-se imune as maldades da patroa e ao charme do seu filho.

Cecília e Francisco se conhecem, não há um amor a primeira vista, mas é claro que ele não fica imune a beleza dela, e ela ao charme dele, mas Cecília sabe que não pode se deixar levar por isso e acabar na cama do patrão, e Francisco sabe que não pode brincar com os sentimentos das empregadas, assim mesmo tentando manter-se distantes um do outro a atração entre ambos cresce e eles acabam se entregando ao sentimento.



“Enquanto desempenhava essas tarefas, percebeu que a imagem de Francisco permaneceu em sua mente.”

“... considerou irremediavelmente hipnotizado pela imagem em sua memória, que a italiana era linda. Mesmo oculta pelas roupas surradas, sua beleza era algo tão forte e marcante que parecia o nascer do sol: impossível de não ser notada.”

Mas eles vão ter que lutar contra inimigos poderosos e enfrentar armadilhas dolorosas antes de conseguirem viver de verdade esse amor.

Eu amo romances de época e amo histórias que, além de distração nos trazem ensinamentos e lições, esse foi o caso de Eternamente Cecília. Foi encantador ver como a autora trabalhou nos detalhes dessa história como nos trajes, cenários e falas. Ver de forma tão nítida a época da chegada dos italianos ao Brasil e a exploração do café foi maravilhoso. A autora conseguiu retratar muito bem uma época tão importante da nossa história o que deixou esse livro ainda mais especial.

A autora também tentou fugir do clichê, mas o que ainda é encontrado no livro é trabalhado de forma singular. Cecília é uma personagem forte que enfrentou a morte da mãe, a vinda ao Brasil e as injustiças na nossa terra, mas nunca desistiu, nunca desanimou. Ao contrário, ela sempre pensou em si e na sua família, e lutou por isso.

“Estou aqui porque io te amo. Porque quando eu te vi no carro de boi e achei que fosse morrer, desejei estar no seu lugar. Porque o amor que tenho por você é maior que qualquer coisa.”

Francisco tinha tudo para ser um riquinho mimado e conquistador descarado, mas ele não é nada disso. Ele pensa muito além do seu tempo, luta por seus ideais e enfrenta tudo pela justiça e liberdade.

A história de amor entre Cecília e Francisco vai além de um romance, é um relato histórico importante. Fala sobre a luta pela igualdade e liberdade. Sobre a importância do caráter e do amor próprio e principalmente, sobre a entrega e a luta pela felicidade, custe ela o que custar.

Claro que já deu para perceber que eu me encantei com essa leitura. Se você curte um romance de época lindo e bem escrito, que trata um pouco da nossa história e que com certeza te fisgará desde a primeira linha, ou se você não conhece o gênero e gostaria de conhecê-lo, essa dica é para você. Dê uma chance a mais uma obra linda da literatura nacional. Eu tenho certeza de que você não vai se arrepender.



“ – Você não é minha amante – Francisco pareceu irritado.– Sou o que então? (...) – Você Cecília, é a mulher que eu amo.
– Ama? – Cecília não escondeu sua surpresa.– Sim, amo. Como nunca amei ninguém em toda a minha vida.”
                  

  SOBRE A AUTORA



Elysanna Louzada é formada em Língua Portuguesa, Literatura e Inglês, casada e mãe de dois filhos. Autora da trilogia juvenil Herdeiros do Trono, do romance Uma Lição de Amor e integrante da coletânea Grandes Histórias da Bíblia.

2 comentários

  1. Olá Amanda,
    Fico muito contente em saber que gostou tanto do meu livro. Obrigada por divulgar a obra e pela linda resenha. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fabi
    Acabei mencionando somente o nome da Amanda no comentário acima. Mas o agradecimento é para você também.
    Beijos

    ResponderExcluir