RESENHA || UM ANJO EM MEU DESTINO

Título:  Um anjo em meu destino - Série Angels livro 1| Autora:  Julia Fernandes |  Editora:  Independente | Ano: 2017 | Páginas: 303


                          
         Avaliação: 
Onde comprar: Amazon / Site da autora

Gustavo e Lívia são primos e Lívia nasceu quando Gu tinha cinco anos. Desde então, ele cuida, protege e ama a Lívia como se fosse o irmão mais velho. Ambos cresceram sempre juntos, ele sempre foi o anjo da guarda dela e se sentia o irmão mais velho. Até que a diferença de idade fez com que eles perdessem a intimidade que tanto tinham e logo Gu foi estudar na cidade oque os separou ainda mais os fazendo se ver somente em festas de família. Anos se passaram e chegou a vez de a Lívia também partir do litoral onde ficava sua cidade natal, para ir estudar medicina na cidade. E como condição para morar longe, seu pai exigiu que ela morasse com o primo e que o primo cuidasse dela como se fosse ele. Mas a proximidade fez com que toda a intimidade que tiveram na infância inteira voltasse e a cada dia, um sentimento deferente do que o da infância foi crescendo dentro dos dois, fazendo com que um turbilhão de sim e não, certezas e incertezas, querer e não poder se formasse em seus corações e fizesse com que eles lutassem contra um amor que não deveria nascer. E além de toda a questão familiar e do conflito interno de serem primos e se amarem, ambos são impulsivos e ciumentos o que faz o amor ficar cada vez mais distante e o relacionamento mais impossível. Será que Gustavo e Lívia vão conseguir enfrentar todas as barreiras que os impedem de ficarem juntos e viver esse amor?

 "Sempre fui seu, Lily. Desde o primeiro olhar. Só que do primeiro olhar até o primeiro beijo teve um longo caminho."

Bem, vou começar essa resenha dizendo que a Julia trata nesse livro de uma questão que pode ser considerada por alguns um tanto “polêmica.” Um anjo em meu destino conta a história de Lívia e Gustavo, dois jovens, bonitos, inteligentes, apaixonados e primos. Sim, você leu certo, eles são primos em primeiro grau.

Em nenhum momento dessa leitura o fato que eu mencionei acima me deixou receosa. Conhecemos o Gu e a Lívia aos poucos e apesar do carinho enorme que sempre existiu entre eles, não conseguimos relacioná-los como família, mas sempre como um homem e uma mulher que são livres e abertos ao amor. Se você me perguntar se acho essa relação normal, eu diria que sim, mas confesso que não consigo me imaginar namorado um dos meus primos, por exemplo, kkk. Por isso entendo até certo ponto o “tabu” sobre esse tema, mas antes de qualquer decisão, dê uma oportunidade a história do Gu e da Lívia e venha se apaixonar junto com eles por essa bela história.



“A puxei para um canto escuro e fiquei de frente para ela rindo e colocando o indicador sobre a sua boca, como se pedisse silêncio. Parei de rir, olhei nos olhos risonhos dela que me olhavam de volta apreensivos. Estávamos muito próximos um do outro, senti-me preenchido e um arrepio estranho subiu pelo meu corpo. O sorriso que estava em seu rosto sumiu e ela me olhou tensa como se sentisse a mesma sensação que eu.”

Lívia, uma recém aprovada no vestibular de medicina, precisa de um lugar para ficar já que está saindo da sua cidade natal. Gu, como o príncipe encantado que é, oferece de imediato o seu apartamento para que ela fique por tanto tempo quanto precisar, e promete ao pai dela, seu tio Jonas, que cuidará dela, como sempre fez desde que eram crianças.

Lívia e Gu começam então uma rotina bem agradável, cercada de passeios, jogos de vídeo games e idas a Angels, uma boate super badalada da qual Gu e alguns amigos próximos são os proprietários. Em meio a essa nova situação eles vão percebendo que outros sentimentos além do carinho de família estão surgindo entre eles e se dando conte de que isso é errado.

Em uma manobra do destino, Gu acaba inventando que Lívia é sua namorada e essa relação de mentirinha junto com um beijo de tirar o fôlego, traz a tona todos os sentimentos que eles estavam tentando esconder.



“... lembro-me de ele me puxar pela mão e me acomodar perfeitamente em seus braços, sua boca foi direto para a minha e senti seus lábios quentes encostarem-se aos meus, sugando o lábio inferior depois o superior como se me pedisse permissão e por fim os abrindo quando eu não o parei.”


Aos poucos Lívia e Gu vão se entregando a esse relacionamento e percebem que o sentimento entre eles é mais forte que tudo, principalmente que o preconceito e a ideia de que o que estão fazendo é errado. Mas Gu e Lily vão ter muitas barreiras a superar, o ciúme, a insegurança, o medo da pressão familiar e da sociedade. Eles passarão por várias batalhas que ou fortificarão o que sentem um pelo outro ou mostrará a ambos, que esse amor é realmente um erro.

“... involuntariamente eu me pego pensando que tudo seria mais simples se a Lívia não fosse minha prima. Ela seria perfeita. A namorada perfeita enviada para um destino imperfeito.”

Como eu disse na resenha anterior de que fiz de um livro da Julia, a autora tem um jeito único de escrever. Amo quão reais e apaixonantes são os personagens que ela cria e a montanha russa de emoções que as histórias dela nos despertam. É sempre muito divertido ler um livro da Ju, e todos abordam temas importantes de forma fluida e leve, gerando reflexão e nos puxando para dentro da história.

Eu realmente amei a história da Lívia e do Gu,  a escrita fluida e divertida da autora nos prende e nos deixa encantados. Com um enredo diferente e abordando o clichê de uma forma especial a Julia me conquistou nessa leitura. Um anjo em meu destino é uma história sobre amor, família, amizade, aceitação, quebra de barreiras sejam elas de orgulho ou preconceito, e todos esses pontos foram abordados de forma bem linda pela autora. Se você curte um romance leve, fluido e muito bem escrito, essa dica é para você. Mais uma leitura nacional maravilhosa e mais que recomendada!



“Também como não se apaixonar por alguém que é um anjo em sua vida, que cuida de você, te mima, te trata com carinho e tem um beijo capaz de ligar todos os botões do seu corpo?”


                  SOBRE A AUTORA


Nascida em Mogi das Cruzes- SP, morando atualmente em Biritiba Mirim- SP, é casada e tem uma filha linda de cinco anos. Desde pequena sempre foi encantada pelo mundo literário e quando criança os gibs da turma da Mônica era o que a fascinava. Cresceu, e na adolescência se perdeu de amores por Sidney Sheldon e os livros dele foram sua paixão por muito tempo. Na vida adulta foi tomada de amores pelos livros de época e pelos romances hot, fazendo assim muitos amores literários tanto deste século, quanto de outros tomarem conta do seu coração. Sempre amou esse mundo dos livros e ele sempre esteve presente na sua vida e como uma apaixonada por romances e uma romântica incurável, em agosto de 2015 decidiu criar a própria história de amor e escreveu Um destino para dois. Assim que terminou, enviou para algumas amigas lerem que logo se apaixonaram pela história de Jonas e Lana, e a incentivaram a vencer a vergonha e publicá-la.

11 comentários:

  1. Oi, tudo bem? A temática me interessou, mas pelo que você descreveu, a trama parece bastante óbvia e não tenho querido leituras assim. A capa achei bem enjoativa e tudo parece bem clichê, inclusive esse quote aí. Mas fiquei feliz por conhecer um livro que tenta quebrar a barreira do amor. E, ah, acho que "normal" é uma palavra bem feia, acho que poderia ser "socialmente aceito" (ou não aceito). Normalidade é, na verdade, algo totalmente fabricado socialmente, né. Algumas coisas, aliás, não são "normais" justamente porque não estão mais escondidas da sociedade.
    Gostei muito da sua resenha, mas acho que não uma leitura indicada para mim, agora.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Fabi, tudo bem?
    Eu estranhei bastante o fato do casal serem primos, acho que esse é o único fator que me deixa em dúvida se eu leria a obra ou não. Em geral, parece ser um bom clichê em que o casal tem que enfrentar algumas barreiras para ficarem juntos, o único problema é a questão familiar abordada.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Que livro mais meigo! Amei a capa e a premissa. Eu já tive uma amiga que namorou com o primo dela e tipo, eles eram loucos um pelo outro, uma pena que não deu certo. Esse livro parece ter uma leitura bem leve e fluida. Com certeza gostaria de ler!

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Que capa mais linda!
    Eu não conhecia o livro e só por ela eu já fiquei interessada, mas ao ler a sua resenha eu fiquei muito mais. Eu não vejo problema em relacionamento entre primos, mas não gosto de livros que falem sobre incesto, me incomodam demais. Gostei da sua resenha e de poder conhecer um pouco sobre a obra.

    ResponderExcluir
  5. Parece uma história bacana, fiquei curiosa com sua resenha mesmo me distanciando cada vez mais dos romances assim por conta das repetições. Esse aprece diferente! bjos

    ResponderExcluir
  6. Fabiana, penso como você.
    Não vejo problemas em ser primos, mas também não me imagino namorando um primo meu.
    Gostei muito da ideia e fiquei bem interessada em ler.
    Já quero!

    ResponderExcluir
  7. Parece uma boa história de romance, mas confesso que estou meio cansada de ler sobre personagens ciumentos.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  8. Oi Fabiana.
    Ótima resenha e belas fotos.
    Quando li que o casal principal são primos, isso me de deixou bem surpresa, mas também me deixou bem curiosa para conferir como eles lidam com isso.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Não vejo problema de um romance entre primos na história (meu ex é meu primo kkkkkkk), e gostei da premissa além da capa fofa!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. ahhahaha com relação ao 'tabu',acho super de boas. meus avós maternos eram primos de primeiro grau, e eu mesma já dei uns pegas num primo meu, por parte de pai kkkkkkkkkkkkkk de qualquer forma, o livro não faz meu gênero literário...

    bjs...

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Gosto dessas propostas mais ousadas, e com persongens bem caracterizados e que levam a reflexão.
    Não conhecia o livro nem a autora, mas me interessei pelo livro.
    Beijos

    ResponderExcluir

® Faces em Livros | Layout por A Design - Ilustração por Graciele Paiva