RESENHA || DEVOÇÃO EM FAMÍLIA

Título:  Devoção em família - Um conto da família Hallinson 2,5| Autora: Mari Scotti Editora: Amazon Ano: 2017 | Páginas: 20


                                      
                    Avaliação:                                                    Onde comprar: Amazon 

Conto no universo da Família Hallinson, um momento especial e comemorativo em relação ao dia dos pais. Sugerimos a leitura após o segundo volume "A noiva devota".
Há ligação direta com o próximo volume: Enganando o futuro Duque.
Dedicado ao meu pai, Ricardo Scotti, por ser minha eterna fonte de inspiração para família, amor e dedicação. Eu te amo! Feliz dia dos pais!
Devoção em família é um conto lindo em comemoração ao dia dos pais que a Mari escreveu. Nele matamos as saudades de todos os Hallinsons e seus cônjuges, claro. Quem já leu as minhas resenhas sabe que Samuel e Rosalina são meu casal favorito dessa série.Agora, imaginem então minha emoção quando li o conto e me deparei com um momento tão especial na vida desses dois.

A Mari além de nos emocionar mostrando mais uma vez o forte laço familiar que cerca essa família, bem como a força do amor que une os casais. Ela instiga a nossa curiosidade nos apresentando um pouco mais do Gregório, protagonista do próximo livro da série "Enganando o futuro duque".

Um conto lindo sobre o dia dos país. Uma história para rir, chorar e se emocionar. Indicado a todos aqueles que são apaixonados pela leitura, em especial os leitores da serie, pois o conto pode trazer spoilers dos livros anteriores.

Não deixem de se encantar com essa história. Eu li, e super recomendo! E se você ainda não conhece a série Família Hallinson, está esperando o que? Corre e venha se encantar com esses romances de época nacionais de encher os olhos.

SOBRE A AUTORA


Paulistana. Nascida em 22 de fevereiro de 1980. Formada em Recursos Humanos pela faculdade das Américas. Aprendeu a amar a literatura desde a infância quando sua mãe lhe mostrou um livro que estava escrevendo. Apoia sem reservas a literatura Nacional. Já gravou CD, compôs e hoje dedica a maior parte do seu tempo aos personagens. Autora dos livros Híbrida – série Neblina e Escuridão pela Editora Novo Século e Insônia, série Nefilins. Criadora e administradora da fanpage de literatura nacional: Literatura Nacional BR e do Blog Coração de Papel. Responsável pela Semana do Livro Nacional no Estado de São Paulo desde 2014.
POSTS RELACIONADOS

Título: Montanha da lua - A maldição dos Hallinsons (Familia Hallinson #1) | Autora: Mari Scotti| Editora: Amazon | Ano: 2015| Páginas: 281

                        
                    Onde comprar: Amazon
                      Resenha aqui

Há séculos, uma verdade acompanha cada herdeiro do ducado de Bousquet: A Maldição dos Hallinson’s. Conta-se que a tragédia os acompanha, levando à morte as esposas em seu primeiro ano de matrimônio. Geração após geração, aprendem sua sina e a regra a seguir para possuir uma união frutífera e longa. Octávio Hallinson Segundo sofre as consequências de não seguir esses ensinamentos. Viúvo, isolou-se da sociedade, fugindo da responsabilidade de casar-se novamente para providenciar um herdeiro para seu título. Um homem marcado pela dor. Mical Baudelaire Nashgan sempre foi uma mulher decidida, enfrentando as ordens de sua tia e negando-se a seguir o protocolo que obrigava mulheres a procurar maridos apenas por posse de títulos e dinheiro e não por amor. 

Título: A noiva devota (Familia Hallinson livro 2) | Autora: Mari Scotti | Editora: Amazon |Ano: 2016 | Páginas: 248

                               
                      Onde comprar: Amazon
                           Resenha aqui

Nascer um Hallinson jamais foi tão promissor como em sua geração, no entanto, carregar esse sobrenome era ao mesmo tempo uma dádiva e uma maldição para os herdeiros do amor lendário de Mical e Octávio. Tudo porque Madascocia tornou-se a cidade do casal que venceu uma maldição. Muitos curiosos passaram a visitá-la em busca de felicidade, amor eterno, casamentos duradouros e a solução para seus dilemas. Além das inúmeras superstições como passar pela sombra de um Hallinson; lançar cartas ao rio Llyin que corta a Mansão de Bousquet; as donzelas e matriarcas almejavam matrimônio com um dos jovens herdeiros. Tentando adiar ao máximo esse desfecho, Samuel prolongou os estudos, mas, a saudade de uma donzela o faz retornar para casa antes do previsto.  É em um baile que todos os seus planos de a cortejar ruem. Flagrado em uma situação comprometedora, vê-se obrigado a se casar.
Boas leituras! 

Um comentário

  1. Que fofura! Amei a foto, suas impressões e saber que você curtiu esse momento junto com eles! Obrigada por compartilhar conosco como foi pra vc a leitura. Beijocas, Mari

    ResponderExcluir