RESENHA || ESCOLA DOS MORTOS

Título: Escola dos mortos | Autora:  Karine Vidal Editora: Amazon Ano: 2017 | Páginas: 749

                              
             Avaliação:                                                              Onde comprar: Amazon 


Lara Valente irá morrer. Mas sua história não termina por aqui. Pelo contrário: é aí que ela começa.
A jovem carioca será enviada para um misterioso internato na Inglaterra. Mas o lugar esconde um segredo. Lara se deparará com vozes de gente morta gravadas, assassinatos misteriosos no colégio, meninas mortas que ainda moram nos quartos, e um despertar assustador num caixão. Tudo isso vai leva-la a descobrir que, por trás da fachada da Escola dos Sotrom, existe uma Escola muito mais perigosa, cheia de segredos, pactos e mortes. Nessa Escola repleta de ocultismo, Lara será assassinada. Mas sua história não terminou. Ela acordará em em mundo paralelo, em universo glamouroso onde vive a nata dos melhores, escolhidos à dedo pela Morte. A Escola dos Mortos abriga os que foram assassinados e enviados para lá. Uma sociedade escondida em que existem apenas os melhores, coexistindo em segredo com a escola dos vivos. Adolescentes mimadas, carros luxuosos, segredos escandalosos, campeonatos, corridas e caçadas.
Lara irá se apaixonar por um homem perigoso. Luka Ivanovick, com seus olhos negros, hostis e arrogantes - repletos de ocultismo e falta de respostas. Através dele, Lara descobrirá a cruel história por trás de sua morte.  Paixão, mistério e um jogo de sedução escuro e apimentado irão acontecer entre o mundo real e o misterioso mundo noturno da Escola - até Lara descobrir que, dentro dos caixões, os mortos daquele lugar nunca dormem.
"Mas as coisas findas, muito mais que lindas, essas ficarão, seja lá o que for, pode não ter durado para sempre. Mas ficará em seu coração. Então é seu."

Lara Valente, ou seria, Lara Van Pelt? É uma jovem brasileira que tem duas paixões o surf e a sua família, que se limita a sua mãe e sua irmã mais nova. Acontece que elas foram abandonadas há muitos anos pelo pai, de quem elas não faziam questão alguma de lembrar, até serem contactadas pelo advogado do avó paterno das meninas, informando-as sobre o seu recente falecimento e como não foi possível entrar em contato com o filho, Lara, a neta mais velha passa então a ser a herdeira de uma grande fortuna, porém para receber esse dinheiro ela precisa passar um ano em um colégio interno da Inglaterra. Depois de saber o valor a receber e pensando no bem estar da família, Lara decide realizar o desejo do seu avó.


Ao chegar na Inglaterra ela se depara com um ambiente totalmente oposto do que esperava, Sotrom é uma escola sombria e muito estranha, mas mais estranho ainda é o pessoal que vive lá. Para começar as regras são não andar pelos corredores após o toque de recolher, ou seja, durante a noite; Os alunos não tem acesso a telefone ou internet e só podem se comunicar com os parentes através de cartas que são cuidadosamente analisadas pela direção da escola. E qualquer aluno só pode sair de da escola no final do ano letivo: vivo ou morto.

Coisas estranhas acontecem na escola, os alunos veteranos são muito apáticos e os novatos se destacam um pouco mais. Os professores parecem temer os alunos inteligentes e bonitos. Na escola tem um coveiro que é também um zelador e faz tudo. E a noite, quando tudo deveria estar calmo já que é proibido sair dos seus quartos, coisas muitos estranhas são vistas e ouvidas por ali.

As coisas só pioram quando os alunos parecem fazer um complô para que Lara se destaque dentre os demais. É ai que ela descobre que só foi admitida na escola, porque além de sua família ser uma influente fundadora da mesma, uma aluna morreu de modo bastante estranho há um tempo, ou melhor foi assassinada, deixando assim uma vaga em aberto.

Depois de perceber que na verdade todos ali estão contra ela, e que todos esperam que ela se destaque para que seja a próxima escolha da morte, Lara decide fugir e voltar para o Brasil, mas antes que isso aconteça a morte a encontra e é ai que a historia começa. 

Quando acorda dentro de um caixão em um mundo paralelo, Lara descobre que está em uma nova escola, a Escola dos Mortos, e que essa é bem melhor do que a anterior. Os alunos são lindos e super inteligentes, e exalam alegria e vitalidade. Após uma nada legal primeira impressão, Lara vai aos poucos ganhado destaque e espaço, enquanto vai se acostumando com o fato de estar morta. Aos poucos Lara vai conquistando a confiança e atenção dos seus colegas e professores, menos de Luka Ivanovick, o aluno mais bonito do lugar, que com uma enorme confiança e cara de desdem parece se achar melhor do que todos ali, inclusive da própria escola.


“Rapidamente reconheci um padrão entre os alunos. Ou tinham olhos inteligentes demais, ou eram bonitos demais para passarem despercebidos. Todos ali tinham alguma qualidade que A Morte cobiçara.”
As coisas começam a mudar quando o inesperado acontece e Lara conquista a atenção do tão intocável Luka, que com seu jeito grosseiro e auto confiante de ser vai se aproximando aos pouquinhos de Lara, mas além de despertar a ira de muitas das garotas dali, Lara vai ter que lidar com os segredos que o misterioso Luka esconde e também com um jogo que a própria morte criou, uma caçada da qual o prêmio é um dia de volta ao mundo dos vivos.

“O sol do meu Brasil não tinha ido embora – eu o guardei na minha alma. E ele veio junto comigo para essas terras invernais, acompanhou-me até a morte, porque era meu. Minha paz de espírito, meu pedacinho do paraíso. [...]
A morte nos esperava. Nós caminhamos de volta para ela, sem rancor algum.” 

Com um enredo novo, a autora nos fisga desde as primeiras páginas com essa história fluida, divertida e leve, repleta de mistério, romance, suspense e muita fantasia. Escola dos mortos é um young adult indicado para todos os gostos, e a fluidez bem como os mistérios e acontecimentos ao longo da história não te permitirá largar a leitura até que você termine. 

Senti uma leve inspiração na  Saga Crepúsculo (mas a autora garantiu que não tem nenhuma relação), o que na minha opinião foi ótimo, pois é uma das minhas series favoritas (Sem bullyng, por favor ;) ) De ressalvas só gostaria de pontuar a repetição de algumas palavras ao longo do texto e uns pequenos erros, acredito de que digitação, nada que desvalorize a história. Sobre os personagens, tanto os principais como os secundários são cativantes e complementam a história de forma genial. A Lara me incomodou um pouco com sua submissão total ao Luke, as vezes senti vontade de dar um tapa nela e gritar "reage mulher". Já o Luke no inicio é intragável, além de ser bem grosso com tudo a sua volta tem uma possessividade com a Lara, mas ao longo da história vamos conhecendo ele melhor e vemos o seu amadurecimento o que foi maravilhoso. 

Enfim, Escola dos Mortos é uma leitura maravilhosa que eu super recomendo. Se você gosta de ler precisa ler esse livro, não apenas por ser uma obra nacional linda, mas por ser uma obra realmente muito boa que merece ser lida, relida e divulgada. Um livro que vai extasiar a muitos, e mostrar a todos mais uma pequena parte da valiosa literatura nacional.


"Quando vocês eram vivos e prendiam a respiração por trinta segundos debaixo da água, ainda eram seres humanos. Quando espirravam e seu coração deixava de bater por um milésimo de segundo, ainda eram considerados homens e mulheres. Ainda amavam, ainda tinham direitos, liberdade e livre-arbítrio. Só porque não respiram agora, não deixam de ser considerados humanos. Acreditem, a vida não é feita de milhares de corações batendo. A vida é mais do que isso. A vida é o imaterial, é criar laços. Se há ligações de amor genuínas aqui, entre nós, então estamos vivos.”
                                                   SOBRE A AUTORA

    
Karine Vidal, 23 anos advogada, natural de Juiz de Fora, Minas Gerais. IG: @Escoladosmortos_livro


11 comentários:

  1. Pera, deixa eu ver se entendi, ela acorda num caixão e descobre que está em um lugar diferente, achei bem bacana.
    Só não curto essa vibe meio Crepúsculo, ao contrário de você, não gosto nenhum pouco da saga :(

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Oi Fabiana!
    Não conhecia o livro, nem a autora, mas fiquei bem interessada em ler quando vi sua resenha. É bem diferente das histórias que tenho lido ultimamente e acho que vai fluir bastante, ainda mais porque tem mistério e suspense, duas coisas que eu amo! Já foi para a lista dos desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Fabiana, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro e achei a estrutura bem curiosa a história só por começar de verdade após a morte já é bem diferente de tudo o que eu li. No momento não estou em uma vibe para ler YA's no geral, mas vou deixar anotado porque assim que surgir a vontade irei embarcar nessa leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu li esse livro quando a autora disponibilizou o download gratuíto fiquei sabendo pelo insta.
    Eu amei, amei!
    A autora fez uma salada com histórias que já conhecemos de um jeito super divertido e romântico. Deu super certo e espero que o livro tenha muito sucesso e adoraria ler outro dela.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcia, tudo bem? Super concordo com você, foi um misto que deu super certo. Imagina a minha alegria quando soube que a autora vai lançar ele em físico. Quero pra ontem, claro!
      Beijos

      Excluir
  5. Olá, achei interessantíssima a história desse livro, acho que nunca li nada do tipo, essa escola dos mortos me deixou mega curiosa. Depois da sua resenha, preciso ler!

    ResponderExcluir
  6. Oi Faby, que doideira,mulher!! Pior que me interessei por essa maluquice. Já seria bem ruim passar um ano em um colégio interno contra a própria vontade, imagine em um lugar como este então. Vou anotar para ler.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  7. Que livro mais curioso!
    Adorei a sua resenha e o enredo.
    Literatura nacional, aventura sobrenatural e novos autores? Esse livro é pra mim.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, Fabi! Tudo bem?

    Confesso que não conhecia a autora e o livro, ela é minha conterrânea, pelo menos mora aqui em Juiz de Fora. Achei interessante a premissa e gostei da sua resenha, pena que o livro é formato digital, curto mesmo o bom e velho livro impresso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Isso da Lara se submetendo totalmente ao Luke provavelmente é algo que me incomodaria demais... Juntando com o fato de eu não ter curtido a capa e de o enredo não ter chamado muito a minha atenção, vou optar por deixar passar a dica dessa vez.

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Eu já tinha ouvido falar desse livro, mas confesso que a premissa não me prendeu muito. Talvez seja essa leve inspiração em Crepúsculo, que, para mim, é um ponto negativo haha.
    Além da premissa não ter me agradado, tenho certeza que o modo como Luke trata a Lara e o fato dela aceita me incomodariam muito. Odeio personagens possessivos e, mesmo que ele melhore ao longo do livro, é o tipo de estereótipo que me incomoda.
    De qualquer forma, adorei sua resenha e fico feliz que você tenha gostado da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir

® Faces em Livros | Layout por A Design - Ilustração por Graciele Paiva