RESENHA || ESCÂNDALOS DE ELISABETH

Título:  Escândalos de Elizabeth #1 | Autora:  Eléonore Fernaye | Editora:  Bezz  | Ano: 2017 | Páginas: 228

                          
         Avaliação: 
             Onde comprar: Loja Bezz


Paris, 1778.
A bela Elisabeth Arsac atrai milhares de olhares, porém, esta jovem mulher rejeita todos os pretendentes, porque quer preservar sua independência e evitar as inconveniências do casamento. No entanto, em um baile de máscaras, ela cai nos encantos de um americano sedutor, com quem trava uma galante conversa.
Então, ela se joga de cabeça em um caso clandestino, que é interrompido quando ele pede sua mão. Elisabeth não tem a menor intenção de aceitar um marido, mas o destino pode ter decidido de outra forma...

A Jovem Elisabeth não anseia se casar de forma nenhuma. Muito bonita, atrai olhares de todos os homens solteiros da corte, mas ainda assim despreza o compromisso. Ela não quer abrir mão de sua independência conquistada com tanto suor e ainda vista com tanto preconceito. Se submeter a um marido certamente está longe do plano de vida da jovem moça.

Como uma nobre, Elisabeth está sempre vestida com belos trajes , embora rejeite tanto requinte, e jóias caras e nunca fica de fora dos bailes e festas na cidade. Em um desses muitos bailes, Elisabeth encontra um homem encantador que desperta um desejo ardente e desconhecido dentro dela, e embora tenha gostado do cavalheiro não sabe como irá reconhecê-lo, por causa de sua máscara. Sendo assim, ela aproveita a oportunidade para fica a sós com o rapaz e usufruir dessa privacidade.


Após descobrir que aquele sedutor americano que conheceu no baile de máscaras é amigo de seu irmão, os dois começam a ficar cada vez mais próximos e decidem ter um caso escondido. O que eles sentem e vivenciam na intimidade é muito intenso e único, a ligação entre os dois é muito forte e inegável.

Porém toda aquela paixão fervorosa é quebrada quando Elizabeth é pedida em casado. Abrir mão de sua liberdade nunca foi uma opção pra ela , mas ela nunca havia conhecido ninguém que a fizesse mexesse tanto com ela.

"Uma onda de tristeza tomou conta de seu coração. Será que havia algo errado consigo?, perguntava a si mesma. Por que não podia se contentar com o que possuía? Por que se mantinha em tais quimeras?"

Ao analisar qual a melhor decisão para si, nossa decidida protagonista será atingida pelas circunstâncias financeiras e talvez seja "obrigada" a fazer uma escolha que não quer para salvar sua família.

Escândalos de Elisabeth é um romance muito bom! De fato o enredo apresenta aquele leve clichê de romances de época que bem conhecemos, porém existem alguns pontos que o faz ser uma obra belíssima.

Elisabeth é bem imatura no início da narrativa, e o crescimento que ela sofre durante a história é muito bom. Gosto muito quando os livros trazem personagens assim, pois acredito que remeta muito a vida real. As mudanças e imprevistos da vida, nos fazem inúmeras vezes tomar atitudes e fazer coisas que antes jamais faríamos, principalmente quando o futuro das pessoas que amamos dependem da nossa decisão, tenho que aplaudir a decisão madura que ela toma. Lembrando que a escolha que a personagem toma já era algo que ela desejava, porém ainda não queria e a pressão só a vez decidir mais rápido.
"Ela precisava lutar a batalha contra sua doença e ele precisava brigar contra sua própria cegueira. Mas tinha a melhor arma de todas para oferecer: a esperança."
Uma coisa que me fez gostar muito da leitura, e quase favorita-la, é que, apesar de toda essa questão do "casa ou não casa" o centro da trama não é esse (surpresa!), mas sim como os dois que não pretendiam se casar irão se sentir após esse acontecimento. Eles vão se descobrindo um no outro, se desejando e se negando a querer tal sentimento. E aqui chegamos a ponto bem interessante.

Logo no início da vida de casados (não fiquem surpresos com isso, tenho certeza que vocês já sabiam que eles casariam), eles apresentam um certo desconforto e distanciamento, isso por que Henry ouviu Elisabeth falar algo com o seu pai que o desagradou, isso nos mostra o quanto o diálogo é importante para a construção de uma relação segura e de confiança mútua.

Ao guardar o problema, o marido além do desconforto e desconfiança causa também uma insegurança em Elisabeth, que fica sem entender o seu estranho comportamento.

Quando temos um problema ou algo que nos incomode em relação a alguém (seja marido, esposa, amigo, mãe , enfim! Vocês entenderam) é muito importante conversar com a pessoa e entender o que causou aquilo, seja  lá o que for é preciso ouvir o outro e deixá-lo explicar antes de fazemos pré-julgamentos.


O teor histórico que a obra é muito bem colocado e bastante interessante, trazendo as grandes navegações da época e até a "participação especial" de um certo presidente , muito famoso, dos EUA, o que achei super legal e agregador , deixando o livro ainda mais atrativo.

O livro ainda conta com uma capa belíssima, uma diagramação linda , trazendo delicados detalhes a cada capítulo, e com uma revisão impecável, que deixa o leitor muito satisfeito por ter uma obra como essa em mãos.

Escândalos de Elisabeth é um romance de época sobre se descobrir e mudar, que promete deixar os leitores encantados. Uma recomendação para os amantes do gênero, como também para aqueles que querem começar a ler algo com essa temática.


10 comentários:

  1. Oi! Amei a resenha,amo romances de época e quando retrata uma personagem feminina que preza pela sua independência é incrível. Fiquei bem curiosa para saber o que esperar deles após o casamento, como disse diálogo é tudooo. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  2. Realmente esse parece ser um ótimo livro para quem gosta de romances de época, principalmente por se tratar de uma mulher tão corajosa e única querendo ser livro, ótima dica.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Adoro livros que trazem um quê histórico pra dentro da narrativa. Mesmo não estando na vontade de ler romances, esse me interessou.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. É ótimo mesmo quando pegamos uma personagem que evolui tanto ao longo do enredo. Isso ajuda a compensar a raiva inicial que passamos com este tipo de personagem.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  5. oieee
    vejo muitos livros com esse gênero e essa temática, infelizmente romances de época não são o meu assunto de leitura favorito, e essas questões casa ou não, ou esses pontos de época me afastam bastante, pois realmente é um tema que não me atrai.
    beijos
    passo a dica

    ResponderExcluir
  6. Eu li esse livro há pouco tempo e gostei muito da leitura, é um romance de época bem leve e gostosinho de ler. Achei a sua resenha bem detalhada e gostei de saber que a obra também lhe agradou.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Italo! Tudo bem?

    Deu para perceber que o livro te envolveu, essa leitura deve ser uma boa pedida para aqueles que gostam de romance de época ou pretendem começar a ler algo do gênero. Gostei das fotos, ficaram boas!
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. A capa é bela mesmo. A narrativa perece ser mesmo envolvente, mesmo para mim que não curto romances de época.

    ResponderExcluir
  9. Eu não gosto muito de romances, mas achei esse interessante. Ainda mais porque cê falou que tem teor histórico envolvido, não fica só naquela coisa romance bobo e tal. Gostei.

    ;*

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Gosto de romances de época e gostei do enredo dele, espero ler algum dia :)
    Bjs

    ResponderExcluir

® Faces em Livros | Layout por A Design - Ilustração por Graciele Paiva