RESENHA || CRASH - QUANDO A PAIXÃO EXPLODE

Título: Crash | Autora:  Nicole Williams  | Editora: Planeta livros (Selo Essência) | Ano: 2017 | Páginas: 256 

                              
                  Onde comprar: Saraiva 
 Avaliação:

Para a adolescente Lucy, nada é mais importante que o balé. A dança a transporta para um mundo onde a dor, as lembranças ruins e a violência não existem. Um mundo só dela. Um dia, porém, aquela garota certinha é obrigada a mudar de escola. E é nesse novo ambiente, repleto de descobertas e Inseguranças, que conhece um garoto que só usa cinza e vive com uma toca de lã na cabeça. Jude, o maior bad boy da escola, é lindo e seria o sonho de toda garota, e talvez até o genro que todo pai pediu a Deus... se não tivesse sido preso várias vezes e não morasse num abrigo para garotos desajustados. Lucy não liga para a opinião dos outros: o mais importante é o que Jude sente por ela. E o rapaz parece disposto a abrir seu coração, ainda que um segredo que assombra o passado e o presente dos dois esteja prestes a estraçalhar essa paixão.

Já começo dizendo algo muito importante a vocês, caros leitores: sabe aquele líder de um grupo de bad boy's que tratam mulheres de uma forma não muito agradável mas mesmo assim faz a cabeça de todas e as levam ao suspiro? Pois bem, esqueça estas famosas características e abram a cabeça (e o coração) para Jude Ryder.

Por mais que possa parecer um típico clichê, o romance entre a boa menina e o mocinho bad boy, Crash nos presenteia com muito mais. A trama é envolta de reviravoltas, dramas e conflitos que tiram a classificação de clichê e ganha ainda mais o coração dos leitores.

Lucy in the sky, como o próprio pai a chama, é uma garota perfeita: pratica balé, lidera grupos socais, ajuda cães abandonados, ótima aluna. O único problema veio disfarçado de paixão... e que paixão.

“Jude era a doença para a qual eu não via cura. A droga da qual eu não queria me livrar nunca. ”

Tudo começa em um dia na praia, enquanto Lucy tentava prestar atenção em seu livro e tinha algo que sempre desviava seu foco: um garoto alto, de ombros largos, que era a definição perfeita de pecado: Jude Ryder.

É claro que como toda garota ela precisava de uma forma para fazer com que Jude a notasse. E conseguiu. Mas para um primeiro contato não foi nada agradável as atitudes do galã, e ele deixou bem claro que se Lucy fosse uma garota esperta, ela se afastaria dele.

E ela seguiu o conselho? Obviamente que não.

Com a convivência e a surpresa de que cursariam o último ano na mesma escola, a relação de Lucy e Jude começou a ficar cada vez mais emocionante. Mas logo o aviso de Jude, daquele primeiro encontro, começou a fazer sentido.

"Jude era uma montanha russa, eu era uma montanha russa. Juntos, nós criávamos toda essa coisa de super-duper-looper. Era assustador, parada no chão e olhando para isto, mas se esse era o caminho que eu teria que passar para ficar com Jude, então eu seria a primeira da fila". 

Ele sempre foi a pessoa que nunca se apegava a ninguém, que tinha qualquer pessoa na hora que quisesse, que não gostava de encontros e tinha medo de amar. Um rapaz que sofreu bulliyng, que perdeu as contas de quantas vezes fora detido, que perdeu a família e morava em um centro de reabilitação.

Mas com Lucy tudo era muito diferente, e Jude começou a se importar em demostrar que príncipes existem e que ele queria ser um na vida da sua amada.

"Tenho tudo planejado, Jude Ryder, eu espero que alguém como você de para alguém como eu, mais do que apenas um dia de cada vez.  -E então o que? Você quer que eu faça algum comentário bobo sobre como vamos ficar juntos para sempre? Que vamos tomar nossa ultima respiração juntos, um ao lado do outro na cama? – Eu sou uma realista. Mentir e fazer promessas sobre o para sempre é quase tão ruim quanto um dia de cada vez."


Mas quanto tempo isto duraria? Será que Lucy estava preparada para as revelações do passado de Jude? Será que a inveja despertada nas pessoas de fora perdoaria a felicidade do casal?

Crash tem a resposta! E logo aviso: esteja preparado para uma paixão sem limites!

Novamente conto a vocês que Crash veio parar por acaso em minhas mãos. Confesso que se não fosse por este único motivo, não teria tomado iniciativa de realizar a leitura. Acreditei que seria um livro que não despertaria nada de especial em mim. Como eu estava enganada!

Crash, mesmo no início passando a imagem de que seria somente mais um clichê, me pegou totalmente de surpresa. É um livro que transpassa um enredo encantador, que do nada mostra que todos os acontecimentos podem tomar novo rumo e mudar tudo aquilo que um dia planejamos para nosso futuro.

O final de Crash é arrebatador. Senti uma dor tão intensa em um dos últimos capítulo e não queria acreditar que tudo terminaria daquela forma após uma terrível revelação. Não queria acreditar que Jude e Lucy nadaram tanto para simplesmente "morrer na praia".

A Autora soube exatamente como trabalhar a paixão, e não romantizou demasiadamente os acontecimentos como nos típicos "conto-de-fadas". Ela colocou fatos e situações para serem encarados pelo leitor como realmente são. Não é uma história onde a mocinha e o bad boy vivem em pé de guerra e no final são "felizes-para-sempre".

"eu estou doente de ser uma sanguessuga na sociedade, de todos à minha volta. Porque eu estou cansado de tomar saídas fáceis e eu estou cansado da pena nos rostos das pessoas que me dão uma mão. Mas, realmente, mais do que tudo, porque a garota que eu estava levando para sair merecia o melhor". 

É a primeira obra que leio de Nicole Williams e desde já guardei uma admiração particular pela autora. Não vejo a hora de me deliciar com os próximos volumes.

Finalmente agradeço imensamente à Editora Planeta pelo fantástico trabalho que ganha o leitor pelos olhos.

A ansiedade já tomou conta do meu ser. Preciso da continuação!

Nenhum comentário