RESENHA|| TEIAS DA VIDA- O REGRESSO



Título: Teias da Vida- O regresso | Autor: Edvaldo Araújo dos Reis | Editora: Scortecci |Páginas: 154 |Ano: 2017
                                       
Onde comprar: Livraria Asabeça

Inspirado em acontecimentos que, para muitos, são ditos como acasos, este romance tenta mostrar que há uma força maior capaz de unir pessoas, principalmente através de pequenos detalhes que, às vezes, passam despercebidos. Eduardo, um estudante de Física da Universidade Federal da Bahia, rapaz humilde, cheio de sonhos e fascinado pelo espaço, não tinha ideia de que um simples esbarrão poderia mudar completamente a sua vida. Teias da vida – o regresso narra um romance repleto de ambições, intrigas e vingança, desencadeado após a morte de um ente querido de Eduardo.


"Quando duas almas unem-se por laços que estão além da matéria, nunca o material terá o poder de separar."




Teias da vida- O regresso foi escrito, com maestria, pelo autor Edvaldo Araújo Dos Reis e lançado pela editora Scortecci. A sinopse por si só nos chama atenção de modo a atentar para a mensagem principal, que está cravada desde os capítulos iniciais, quando conhecemos Eduardo, um estudante brilhante de física, que trabalha com digitação em uma empresa de sucesso. Sua busca maior é dar uma qualidade de vida aos seus pais e irmãos, é por este mesmo motivo que ele batalha, incansavelmente, para conquistar os seus sonhos. 

“Eduardo não era rico em posses, porém era muito rico em sabedoria e em humildade, era o que importava”.

Ao atentarmos para a vida diária do Eduardo, percebemos que parte do tempo é dedicado ao trabalho e a seus estudos. Certa vez, na universidade ele esbarra em uma garota linda e diferente, e ambos deixam seus materiais caírem. Sabe quando você tem aquele dejavú de que já conhece a pessoa? Foi assim que o jovem se sentiu ao olhar para ela. Muito estranho a sensação que ele teve, é como se já conhecesse ela.

“O encontro resume-se no instante em que dois tornam-se um: um olhar, um abraço, um momento perfeito…”

A vida é uma caixinha de surpresas, e leve ao pé da letra essa frase, porque o irmão de Eduardo sofre um terrível acidente e não resiste. A família, muito abalada, tem a ajuda de uma amiga especial a Dona Georgina. Fora isso, eles são religiosos e tem a sua fé estabelecida na doutrina espírita. Talvez, passar pelo luto é algo muito doloroso, mas quando se tem fé é como se houvesse um conforto muito maior e não vagássemos sem rumo. Não temos o controle da vida como pensamos ou imaginamos, do mesmo modo que coisas trágicas acontecem, as coisas boas podem acontecer! Eduardo nem imaginava as coisas boas que lhe aconteceriam depois de tudo.

Ao término de uma palestra, Georgina apresenta ao Eduardo a sua sobrinha- Débora. Ele não imaginava que aquela garota fora a mesma que esbarrou. Com todos os percalços da vida, eles tentam se conhecer, e pouco ao pouco se descobrem um no outro. Mas a mãe dela é a dona da empresa, para qual o Eduardo trabalha, e não está satisfeita com a relação dos dois.  Ambos vão enfrentar a fera e suas atrocidades, sem nem mesmo saber com o que estão lidando. Em um mundo com mais de 8 bilhões de pessoas, o destino sempre dá um jeito de nos colocar frente a frente com nossa alma perfeita!


Teias da vida possui um enredo riquíssimo e altamente reflexivo. Ao começar pela personagem principal, o Eduardo: bom filho, amigo, pessoas carinhosa, forte e corajosa. Com tudo que ele passou, ainda sim, tenta se manter firme, na busca por seus sonhos. Se apaixonar foi consequência, mas eles não contavam com as pedras no meio do caminho, que ainda assim, os fizeram fortes e provaram que resistir as piores pessoas e coisas vale a pena.

Um tema destaque na trama é a ganância e a capacidade do ser humano em cometer coisas terríveis, por muito pouco. E, ainda sim, se dar bem na vida. Mas em algum momento, a tua hora, a hora daquele que plantou vai chegar, e a colheita é obrigatória. Bons frutos ou não só vai depender de você!

Eduardo e Débora engatinham um namoro de forma única, nada é forçado. Sabe aquele enredo, cujo relacionamento acontece de forma natural? E não por obra do acaso? É esse o tipo de romance que você irá encontrar. Puro e simples.


O nosso personagem é humano, ele tem qualidades e defeitos, mas toda sua bondade e maturidade nos faz perceber que existem pessoas maravilhosas no mundo. Com tudo que lhe acontece, ele tenta tirar algo bom, uma lição,e com isto amadurece. Em nenhum momento o autor sobrepõe a religião como uma doutrina a ser seguida, longe disso! Ele nos mostra que cada pessoa tem uma maneira de vencer o luto e a destrezas da vida, só é preciso respeitar.

"Os acasos não existem, tudo é providência. É preciso ter fé."


Essa leitura foi cheia de surpresas e verdades que precisavam ser ditas e refletidas. Eu não conhecia a escrita do Edvaldo, e me peguei desejando para ler mais de suas obras. Sem dúvida esse tem sido um ano de leituras significativas e marcantes, Teias da vida entrou para minha listinha de livros favoritados. A diagramação da obra é um toque a parte, pois em cada capítulo somos presenteados com um trecho reflexivo. 


Os capítulos são sutis e leves para contar-nos a estória de vida da personagem. Do mesmo modo a linguagem simples e cativante nos aproxima ainda mais da obra. Essa leitura é essencial, para jovens e adultos que estão sem um rumo na vida, como também para aqueles que desejam um conselho em meio as águas turvas do mar aberto! Não se atenha, a vida é um emaranhado de Teias que nos pregam surpresas.

“Um amor eterno, para uma vida finita”.

3 comentários:

  1. Que resenha extraordinária!!! Muito obrigado por tudo! Fico extremamente feliz e deixo meus olhos encharcarem de lágrimas ao ler esse texto magnífico! Você, com certeza, entendeu tudo que está narrado nesta obra. E, como foi dito, a escrita é simples e cheia de surpresas. Pode aguardar, a continuação para este livro está sendo trabalhada. Em soluços e com o coração cheio de orgulho, agradeço por esta resenha!����������������

    ResponderExcluir
  2. Amandinha, meu Deus, estou encantada com sua resenha, sério.
    Você sabe que eu amo esse tipo de leitura e esse livro FOI FEITO PRA MIM. Adoro essa questão de dejavú e acho que ela é fascinante. O relacionamento acontecer de forma natural é tão lindo e a obra parece ter tanto ensinamento que é impossível não querer ler esse livro para ontem.
    Parabéns, a você, por ter escrito essa resenha incrível.
    E, parabéns ao autor, por ter escrito esse livro extraordinário.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Bruna! Que você possa, um dia, lê-lo e que ele possa sensibiliza-lá da melhor forma possível! Afinal, o verdadeiro sentido da vida está nos pequenos detalhes; o amor verdadeiro está na simplicidade de cada gesto, na verdade de cada olhar e beleza de cada palavra dita com o coração!🙏🏻🙌🏻

      Excluir

® Faces em Livros | Layout por A Design - Ilustração por Graciele Paiva