RESENHA || O SEGREDO DOS ELFOS

Título: O Segredo Dos Elfos | Autora: Paula Pagliarini | Editora: Novo Século - Talentos da Literatura Brasileira | Ano: 2015 | Páginas: 264

                      

    Avaliação: 
          Onde comprar: Amazon/ Saraiva

A cor de seus olhos define quem você é, suas habilidades, o seu destino. Antes de ser incorporada em uma das frotas do reino de Alfheim, Anabel, uma jovem guerreira elfo, precisa passar por um teste e, ao fim deste, um portal mágico se abre, revelando uma maldição e uma espada lendária há muito tempo perdida. Com a guerra iminente contra os trolls, Anabel parte para o reino de Quimera, o reino dos homens. A guerreira precisa lidar com o ódio do rei de Alfheim e com o amor do príncipe. No entanto, tudo muda quando ela conhece um belo elfo com os cabelos cortados e olhos profundamente azuis-marinhos e a história da espada é desvendada, assim como a origem de Anabel, até então desconhecida. 

Em um reino onde a cor dos olhos define quem você é, Anabel se ergue como uma melhores guerreiras de Alfheim. Com um passado desconhecido , um presente inseguro e um futuro incerto terá que, em meios a guerra e duras perdas, se descobrir e proteger quem ama.


Os elfos guerreiros, aqueles que nascem com os olhos verdes, precisam passar por um teste que define em qual tropa do reino eles irão entrar e Anabel está muito tensa, já que ela não sabe nada sobre esse teste e o medo de decepcionar seus pais a aflige.

O teste é relativamente fácil, entrar no castelo dos trolls e pegar algo que comprove sua ida até lá. Ela então mergulha nessa missão, e ao chegar lá se depara com aqueles terríveis monstros, enormes e podres, e começa a lutar com toda sua garra para destruí-los. Após vencer e jogar cada troll num poço, a guerreira elfo encontra o maior monstro que já tinha visto e sabe que esse será o confronto que definirá seu sucesso ou seu fracasso no teste.

Depois de um último esforço, Anabel mata aquela criatura imunda e é transportada para um portal no qual o espírito de Galadriel fala de uma antiga maldição e a entrega uma espada há muito tempo procurada e desejada no mundo elfíco. Tal espada, garante poderes magníficos ao seu portador e Anabel decide manter a informação de que essa arma agora é sua em segredo, para não despertar atenção indesejada.

Ao retornar vitoriosa para Alfheim, ela é aceita na maior tropa de guerreiros do Reino: a Tropa da Fênix, liderada por Nataniel um elfo conhecido por sua responsabilidade e dureza. Toda a família de Anabel está feliz por ela ter conseguido se tornar a guerreira que tanto almejou e mesmo jovem ,com feitos memoráveis. Mesmo sendo uma guerreira incrível, ela ainda tem que suportar as afrontas do Rei que repudia o romance secreto que ela tem com o príncipe.

Toda essa felicidade dura poucos dias, pois uma grande ameaça se aproxima de Quimera, reino dos homens, e os elfos precisam combatê-la antes que ela destrua tudo e invada o reino de Alfheim. Os trolls estão se juntando para a guerra, e precisam ser detidos antes que seja tarde demais, tal comportamento é muito suspeito, já que esses monstros são desorganizados, e por muitas vezes brigam entre si matando uns aos outros.

Em sua jornada para Quimera, Anabel encontra um elfo de olhos azuis e cabelo cortado que muda tudo em sua vida. Ele a ajuda com alguns trolls e conta toda a verdade sobre a espada que a escolheu como sua portadora. Em meio a terrível guerra, um passado desconhecido vem a tona, sentimentos proibidos surgem de todos os lados e o verdadeiro mal pode estar mais perto do se imagina. Ao vivenciar tudo isso, nossa guerreira ainda terá que cuidar do próprio coração e fazer escolhas que poderão definir seu futuro. Poderia ela escolher se aventurar no incerto deixando tudo que conhecia para trás?

"Lentamente dei os primeiros passos vacilantes; estava ferida, mas aquilo seria curado, o que ninguém poderia fazer era juntar os pedaços do meu coração." (Pág 193)
Como amante do gênero fantástico, me encantei por essa obra assim que vi o título. Eu não conheço histórias que possuam elfos como personagens principais do enredo, e isso logo me chamou atenção nesse livro.O empoderamento feminino é explícito em "O Segredo dos Elfos", a imagem só uma elfa ser uma das melhores guerreiras do reino em séculos?  Nossa protagonista trás toda a força feminina, e mostra que as mulheres podem ser tão poderosas e fortes quanto os homens.

Eu amo quando os livros trabalham essa questão. Esse assunto está constantemente em discussão, e ao se ler isso em uma obra literária sem dúvidas alguma, reforça o direito igualitário de gênero, que na minha opinião, já deveria existir desde sempre, nunca entendi por que razão pessoas insistem em julgar por gênero ao invés de por capacidades.

Sabemos que tomar decisões não é algo fácil para ninguém, principalmente as que definem nosso futuro. Por isso é muito importante conhecer-se. A todo tempo precisamos escolher, e se não soubermos como agir, uma escolha errada pode ser nossa ruína.

Anabel passa exatamente por isso, uma opção é continuar com a vida com a qual está acostumada com regras que limitam e exclui a liberdade (isso soa bem familiar, não?), outra é uma vida livre em um lugar desconhecido por ela e um futuro incerto.

Achei muito boa a crítica feita às regras que nos são impostas continuamente em nossa sociedade e muitas vezes dentro dos nossos próprios lares. Por que temos que ser seguir um padrão quando nossas diferenças é o que nos fazem únicos ? Esse livro nos mostra que a liberdade para sermos nós mesmos, é imprescindível para sermos felizes em sociedade.

"A coisa mais linda em você são esses lindos olhos verdes, que não deveriam dizer quem você é, porque você, Anabel, pode ser quem quiser [...]" (Pág 152)
Gostei muito do romance que a trama apresenta, pois não é um amor meloso, chato e dramático. Um bom relacionamento tem que ter confiança, todos os casais afirmam isso. Mas grande parte deles dizem isso no sentido dr confiar que o parceiro (a) não irá trair, quando confiar é muito mais que isso.
Saber que você terá alguém para te apoiar quando todos ficarem contra você e te consolar quando estiver triste, disposto a lutar por você e com você quando o mundo diz que vocês não podem, não tem preço. E isso é posto de forma linda na obra de Paula Pagliarini. Anabel se depara com alguém (me segurando para não soltar um spoiler) que desperta toda essa confiança, e que é provado durante a narrativa.

Algo que apreciei muito nesse livro, foram os personagens secundários que foram aparecendo durante o desenvolvimento do enredo, pois eles foram se encaixando de uma forma muito natural na história e permanecendo nela (o que é ótimo) ,  eles não são aquele tipo de personagem que aparece para fazer algo e some para nunca mais aparecer. Isso acrescenta muito, e faz com que a história fique bem construída e amarrada.

O desfecho da história foi algo que me surpreendeu muito.
Se você também adora um romance policial sabe que nós , que somos acostumados com esse gênero,  sempre esperamos que o inesperado aconteça diante do mistério que é proposto no livro. Mas o que acontece nos últimos capítulos dessa obra foi algo que não imaginava , além de nos fazer refletir sobre o que o desejo desenfreado por algo pode causar e que quando um não quer dois não brigam.

A parte gráfica está muito bonita, a capa apresenta tons em verde, o que remete diretamente ao fato de os guerreiros em Alfheim terem os olhos nessa cor e com nuances da  floresta (onde se passa grande parte da narrativa) além de apresentar a espada tão desejada pelos elfos. Os capítulos tem um detalhe muito legal, que se repete no rodapé de cada página em um tamanho menor. A fonte é muito confortável e não encontrei nenhum erro gramatical ou ortográfico, o livro também é bem flexível, então dá pra abrir numa boa sem prejudicar a lombada.

Fico muito feliz quando me deparo com livros tão bem escritos, e de uma criatividade ímpar de autores nacionais, por isso recomendo a obra a todos os amantes de fantasia e da literatura brasileira. Acredito que o livro também é muito bom para quem não tem tanta afinidade com o gênero , pois em "O Segredo Dos Elfos" encontramos a fantasia na medida certa.
SOBRE A AUTORA


PAULA R. PAGLIARINI, nasceu em 1989. Uma gaúcha, graduada em Psicologia, mora em Passo Fundo, uma cidade do Rio Grande do Sul. Quando criança sua paixão pelos livros de fantasia foi incentivada pelo avô ao adquirir um exemplar de Harry Potter e a Pedra Filosofal. O forte sentimento de que poderia tornar a magia real a levou a alimentar o sonho de escrever e dar vida aos personagens que criava apenas em sua imaginação. A realização aconteceu através da primeira obra: O segredo dos elfos.
As páginas e os personagens iam ganhando vida entre um chimarrão e outro e a obra nada mais é, do que a concretização deste sonho.




Nenhum comentário