DAS INCERTEZAS QUE A VIDA ME TROUXE



Em algum momento da sua vida você colocou tudo a perder? Uma maré alta de insegurança e tentativas frustradas de tentar resolver a situação da melhor maneira, nem sempre é suficiente. E foi assim que eu me senti quando você disse verdades “nuas” e sem medo de saber qual seria a minha reação.


Foi uma atitude corajosa e admirável da sua parte, mas nem sei ao certo se teria resposta além do “UAU”. Uma borracha não é o suficiente para apagar o que você disse. Aliás, o que você disse mesmo? Ah, mentira...Não consegui esquecer. Rebobino o filme na minha cabeça milhões e milhões de vezes. E até agora estou sem resposta, sem conseguir colocar para fora. Das incertezas que a vida me trouxe, essa foi uma delas!

Como conseguir esquecer a primeira vez que te vi, o primeiro pensamento, o primeiro julgamento, que por sinal foi errado. Como é possível um só ser humano me fazer questionar todas as coisas que até então eu já havia decidido. A verdade? Eu não posso mentir para mim, mas também não posso me revelar para você. É muito arriscado, é muito incerto. É um mar que eu não desejo percorrer agora, é uma agonia que me deixa inquieta. O silêncio tem sido a melhor resposta. Afinal, esse silêncio é a melhor resposta?

Você percebe como estou em dúvida? Como me sinto insegura? Não tenho o que fazer e nem sei por onde começar. Eu sempre tive a certeza das minhas decisões! Eu sempre fui segura naquilo que eu queria transparecer, mas por que com você as coisas não são assim? Eu não gosto de sair do controle! Eu sempre tenho ele. Só que você chegou e tirou ele de mim. Isso é perturbador, assustador. Você consegue entender? Eu não consigo. Nada está claro.

As (in)verdades que foram ditas não tocaram a superficialidade do meu coração, elas tocaram a minha alma. Parece até conto de fadas moderno, mas foi exatamente assim que aconteceu. E olha como eu estou...Te devendo uma resposta. Mas a minha pergunta é: Por que logo você? Como aconteceu ou em que momento você começou a olhar para mim de outra maneira?

Sempre fui tão cuidadosa e honesta comigo mesma para que você não percebesse. Afinal, nunca foi o meu desejo que você pensasse o pior sobre mim. Eu não sou assim, eu não desejo ser assim. Mas um desejo insano dentro da minha alma foi despertado. E, não! Eu não sei o que é, como vou controlar, nem sei se vou aguentar. Eu quero aguentar!

A verdade é que me senti tocada com as suas palavras, mas no primeiro momento eu queria que você se sentisse inseguro com o que você mesmo disse. Você tem certeza do que disse? Você sabe por que disse? Pera, você disse isso a mais quantas como eu? Existem outras pessoas semelhantes a você! Isso ficou claro, você gosta de conhecer pessoas novas.

É tudo muito novo e fico confusa sim, eu não sei o que o futuro nos reserva, como também não aprendi a ler mentes. Caramba, como eu queria ler a sua nesse exato momento! Só para ter a certeza do que é verdade ou mentira. É tudo muito novo, muito confuso, incerto e desafiador.

Como será a próxima vez que eu te encontrar? Ou, se eu ainda quiser te encontrar e você também. Só tenho a certeza de uma coisa (ou não!): sempre que me pego pensando em você, a primeira coisa que penso é no seu sorriso e nos poucos momentos que consegui te fazer sorrir. Eu sempre te digo isso: “Você é muito sério!”- E você responde como? “Eu sou sério o tempo todo!" Não, não é! E, eu agradeço a quem estiver lá em cima por ter te conhecido e pelas poucas vezes que consegui fazer sorrir. 

Eu não sei o que a vida nos reserva, mas fico feliz quando sei que você está bem e triste quando você não tá. Passei a me preocupar sem nem mesmo perceber. Me pego pensando nos seus olhos, nas suas conversas inteligentes e no modo como você vê o mundo. E, choro. Por que não te conheci antes? Não sei. É tudo muito incerto. São águas confusas que sei que posso me afogar.


17 comentários

  1. Eu fiquei meio confusa com o texto, parecia ser algo ruim, depois pareceu ser algo bom e terminei de ler sem ter ideia do que ele perguntou. Achei que ela tinha falado algo muito ruim sobre ela por aí, espalhado uma fofoca muito feia. Mas depois pareceu um pedido de casamento e se for isso a reação dela foi um tanto exagerada (mas acontece). Não sei o que pensar sobre o texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Beatriz, essa é a intenção! O fato de você não saber o que pensar e toda a sua confusão é uma das propostas... Afinal, essa é a incerteza.
      Beijos

      Excluir
  2. O texto foi sim Confuso, mais acho que a vida pode ser assim tbm começa meio nublado, mais depois vamos nos abrindo e vendo novas perspectivas, gostei do resto, parabéns pelo blog bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a vida começa de um jeito e vai terminando de outros modo. Não somos completamente capazes de entender tudo.
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi tudo bom?
    Vou confessar que também fiquei confusa com o texto mas acho que foi isso que você quis passar para nos leitores que a vida é confusa cheia de incertezas e inseguranças e palavras mau ditas.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! A incerteza e insegurança é exatamente o que eu queria passar para o leitor que tem contato com o texto.
      Beijos!

      Excluir
  4. A vida é uma vadia sem coração que nos esconde segredos em cada esquina de sua estrada sinuosa, nos dando "sustinhos" sempre que nos deparamos com eles. Quanto as incertezas, Kant disse que "Avalia-se a inteligência de um indivíduo pela quantidade de incertezas que ele é capaz de suportar.", portanto, viva as incertezas e o tempero que elas dão na vida.

    Ass: Lord Voldemort

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se essa seria uma reação adequada. A vida é bela, só temos que estar demasiadamente, preparados para esses tipos de incerteza. O que é uma opção inteligente, como você citou as palavras de Kant.
      Viver não é opção, é escolha. E, nem todos estão preparados para isso.

      Excluir
  5. Acho que a ideia do texto era passar uma certa insegurança, né? Pelo menos foi como eu interpretei.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, essa era a intenção. Você conseguiu sentir isso?!
      Beijos

      Excluir
  6. Olá!
    Quantas incertezas hein?
    Mas que bom que no meio de tudo se tem onde se apoiar que é a certeza de satisfação de ter conhecido alguém que faça refletir e se questionar, já é um bom começo, acho rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Já é um bom começo questionar e refletir. Somos permeados por essas incertezas!
      Beijos

      Excluir
  7. Um texto cheio de incertezas, gostei do modo que quis passar isso para nos leitores. Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Espero ter conseguido afetar você dessa maneira.
      Beijos!

      Excluir
  8. ‘Em algum momento da sua vida você colocou tudo a perder?’ muito momentos, é assim que cresce e amadurece, tem que quebrar a cara mesmo. aliás, estou lendo um livro, He, que fala sobre isso. ‘É tudo muito novo e fico confusa sim, eu não sei o que o futuro nos reserva, como também não aprendi a ler mentes.’ Esse medo e confusão de quando encontramos o novo é uma sensação única.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?

    Então, provavelmente o seu destinatário é outrem romântico. E por isso o texto não dialogou muito comigo. A primeira frase, sua pergunta, é o que mais me chamou atenção. Refleti sobre isso e percebi que, embora a gente sempre ache que colocou tudo/algo a perder, é só o calor do momento, sabe? Diversas vezes eu me culpei por coisas que estavam bastante fora do meu controle e, no fim, como aconteceram foi bem melhor - me trouxeram paciência, amor-próprio e sabedoria. Outro trecho do texto que me chamou atenção é sobre o silêncio. Eu sou muito silenciosa e observadora (vênus em escorpião hahaha), amo o silêncio e acredito que as pessoas deveriam praticá-lo mais (ele nos coloca em contato direito com quem somos, é maravilhoso; o silêncio nada mais é do que dar tempo ao tempo - amo meditar, por exemplo, por causa disso). Parabéns pelo texto ;)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Às vezes em que coloquei tudo a perde são enormes e quando olho para trás me dá uma baita vontade de morrer *momento dramático on*
    Insegurança é algo que faz parte da vida de todo mundo, o negócio é aprendermos a lidar com isso é não deixar nossas ações serem guiadas por momentos de incertezas.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir