SEMANA DARKLOVE FOREVER|| O ÚLTIMO ADEUS

Título: O Último Adeus |Autora: Cynthia Hand Editora: Darkside |Páginas: 352| Ano: 2016

Avaliação: 
Onde comprar: Amazon/ Submarino e Saraiva
A autora de fantasia que está encantando leitores com a força de sua escrita lança seu primeiro romance contemporâneo – uma trama comovente e impactante situada nos dias de hoje. Depois de sucessos internacionais como a saga Sobrenatural, Cynthia Hand demonstra todo o seu talento numa história sobre perda, culpa e superação. O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz.

Este livro aborda um tema difícil de ler. porém, um dos temas que mais me agradam, pois sempre que leio algo relacionado a suicídio, depressão ou bullying, me sinto imensamente feliz pela profissão que pretendo seguir. Pois sei que existem muitas pessoas passando pela mesma situação que os personagens e me sinto grata porque sei que terei oportunidade de sentir a dor pelo qual essas pessoas passam e poder aliviar esses sentimentos e mudar o mundo daquela pessoa para melhor. Esse livro não poderia ter sido diferente, a temática forte é sobre o suicídio, a autora nos deixa perplexos e nos faz compreender todo esse misto de emoções.




O livro conta a história de Lex, uma menina de 18 anos, nerd, apaixonada por matemática e ciência, que perdeu o irmão.

Ty, 16 anos, se suicidou na garagem de sua própria casa, abalando a vida de toda a sua família. Desde esse acontecimento, as coisas não tem sido as mesmas. Lex passa a conviver com um buraco no próprio peito causado pela falta do irmão, e sua mãe se entrega à bebida e se recusa a ter pensamentos esperançosos para o futuro, achando melhor se afogar na própria dor.

Em uma de suas idas ao terapeuta, Lex faz um acordo com o psicólogo. Ele lhe dá um diário repleto de páginas em branco para que ela escreva seus sentimentos. Alega que ela deve começar escrevendo as primeiras e últimas vezes de cada acontecimento que marcou sua vida e a do seu irmão, pois assim será uma forma mais fácil dela superar o ocorrido. Se ela cumprisse essa tarefa, não lhe seriam receitados remédios, o diário seria, então, seu próprio remédio.

O livro foi escrito em primeira pessoa, na visão da Lex, que nos mostra seu dia a dia e o quanto ela mudou devido a morte do seu irmão. Mostra os desafios dela na escola, em tentar conviver normalmente com os amigos, seus momentos em casa, com sua mãe que se recusa a voltar a ter uma vida normal e em meio a tudo isso ainda lembra do seu pai e de todas as mágoas que tem dele. Há também capítulos do diário dela, e podemos ver aos poucos ela se soltando e melhorando a escrita, expressando cada vez mais sentimentos diferentes, e dessa forma, relembrando momentos e tentando superar cada um deles.



O livro é mais que uma história triste de suicídio, pois embora pareça, não gira em torno do ocorrido. Ele é mais um livro que nos mostra o poder de sair bem de uma situação ruim, o desafio de superar os obstáculos, como também mostra o quanto a vida é corrida e que do nada, a pessoa que você ama pode deixar de existir, e que você deve sempre dizer o que sente antes que seja tarde demais. Um livro que nos ensina sobre superação, sobre ser mais forte do que o normal, para ajudar outras pessoas que também estão tristes. 

A autora quis nos passar a ideia de que a vida passa rápido e não podemos perder tempo com besteira. No fim do livro, a autora nos conta que seu irmão se suicidou quando ela tinha 20 anos e embora alegue que tudo no seu livro é ficção, percebemos com detalhes que todos os sentimentos da Lex, se mostraram reais, porque a autora sabe do que está falando, eu não sabia disso e fiquei muito triste quando soube, pois tinha acabado de ler seu livro, e estava na pele da Lex, portanto, entendia sua dor.

Não quis falar muito sobre o livro, pois é uma leitura densa e eu não queria estragar para vocês. Meu desejo é que vocês leiam sem saber muita coisa, para que a obra te surpreenda a cada parágrafo assim como me surpreendeu. Recomendo a todos os amantes de temas densos e fortes, pois é uma leitura difícil, se você entrar na mente da personagem. A DARKSIDE mais uma vez surpreendeu nesse trabalho belíssimo como um todo. A capa é maravilhosa e esse post it que veio no livro é lindo, não tive coragem de retirar haha, mas dá um toque humano ao livro. É uma leitura que te prende até o fim e que deve ser lido por todos, para que consigam enxergar a veracidade do tempo antes que seja tarde demais.



"Ajude o barco de seu irmão a atravessar, e você chegará à margem."
- Provérbio Hindi

10 comentários

  1. Oi, Manu!
    Ganhei esse livro em um sorteio da DarkSide e ainda não consegui o ler. :/
    Ter toda a percepção sobre suicídio da autora deve dar muito mais emoção na escrita. Imagino que esse livro vai me arrancar algumas lágrimas.
    Te recomendo o livro "Os 13 Porquê". É um livro espetacular. <3
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Crislane, eu adoro os 13 Porquês, é o meu livro favorito, estou apenas aguardando sair a série, obrigada mesmo assim pela indicação. Leia esse que você irá gostar, beijos.

      Excluir
  2. Mas quero muito ler!!!! Fiquei apaixonada! Gosto de leituras densas, e é como depressiva e bipolar em tratamento, fiquei curiosa como a irma vai reagir.... em Pe sar que casos desses são cada vez mais comuns!
    Obrigada pela dica! Abraço

    ResponderExcluir
  3. Olá ♥
    Sempre quis ler algo da Darkside, mas como sou muito medrosa nunca li, mas agora eles estão vindo com livros mais leves digamos assim. Quando via primeira vez esse livro e vi a premissa meus olhos se encheram de água, e só pelas resenhas que li tive a mesma impressão que você que a autora que nos mostra o quanto a vida passa rapido. Como sou uma maria chorona sei que eu iria chorar. A tematica é algo que na minha opinião muitas pessoas deveriam sim ler, e para um pouco para refletir a respeito. O fato do livro ser narrado em primeira pessoa me deixa mais curiosa ainda com a leitura, pois é o meu tipo de narrativa favorita e me sinto mais liga ainda ao personagem. Amei sua resenha. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Minha gente,sou louca pra ler esse livro! Tem uma temática bastante densa mas aposto que deve prender você do começo ao fim mesmo.
    Parabéns Manuzinha pela resenha, ficou show! ❤️

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Desde o lançamento estou querendo ler essa obra. Acho que o que a torna mais interessante é o fato de que gira em torno de como as pessoas que ficaram convivem com o suicídio de um ente querido. É uma leitura bem forte.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá!! :)

    Eu já conhecia este livro e li varias resenhas acerca dele ate... Mas a tua foi capaz de mostrar uma visão diferente acerca do livro... ahahah

    Toda aquela superação do mal e do ocorrido com uma coisa boa... Enfim, que bom que a obra e tao surpreendente e que a edição esta tao boa!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  7. ée... pesado o que a autora passou... desde que vi esse lançamento da Darkside fiquei a fim de ler, apesar de receosa por não ter ideia de como a questão do suicidio é abordada na trama... espero não me decepcionar com a leitura... a edição tá bonita, a editora nunca decepciona com relação a isso...
    bjs :D

    ResponderExcluir
  8. Oie!!
    Esse é um livro que eu tenho muita curiosidade para ler..
    Sei que a historia é tensa e pesada, mas algo me diz que vale realmente a pena.
    Sua resenha está linda, parabéns!

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  9. Achei esse livro lindo, como todo livro da Darkside é. O comprei o ano passado mas ainda não consegui inserí-lo na minha lista de leitura. Como quero muito le-lo, não me aprofundei na resenha pois quero ter a mesma experiencia que você.

    Gosto de livros profundos e doloridos, são os que mais nos fazem pensar sobre a vida, a morte e o universo. Quero logo chegar nele na minha lista de leitura!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir