RESENHA II PETER PAN


Título: Peter Pan |Autor: J. M. Barrie| Editora: Zahar
    Páginas: 253| Ano: 2013

Avaliação:  
Onde comprar: Amazon
Todas as crianças crescem, menos uma." Como pó de fada, há cem anos estas palavras transportam os leitores para um mudo mágico, povoado pela família Darling e pelos habitantes da Terra do Nunca - Peter Pan, os meninos perdidos, Sininho, crocodilos, sereias, o Capitão Gancho e seus piratas... Um dos mais populares clássicos infantis, Peter Pan é uma história que, como Alice no País das Maravilhas, une gerações, contagiando também adultos com sua energia, imaginação e um enredo que permite diversos níveis de interpretação.





Um conto que marcou e continua marcando a infância de muita gente, vem em edição de bolso pela Editora Zahar, para nos fazer relembrar a magia da Terra do Nunca e da figura genial e convencida do Peter Pan.

Peter Pan é um garoto que não cresce, que ainda apresenta todos os seus dentes de leite, vive em uma ilha chamada Terra do Nunca (Neverland) e conta com a companhia dos meninos perdidos, que o acompanham nas mais diversas aventuras nos incontáveis sóis e luas. Nessa ilha também existem animais ferozes, piratas e índios - os peles vermelhas - e as crianças protagonistas desse enredo os enfrentam como gente grande.

Tudo começa quando Wendy, uma menina que mora com seus pais - o Sr. e Sra. Darling, e seus dois irmãos mais novos, João e Miguel - conhece Peter Pan, quando este entra pela janela do quarto procurando sua sombra e Wendy o ajuda a costurá-la de volta ao seu corpo, ao ver o menor chorando por não conseguir colar sua sombra ao corpo. Peter convida Wendy e seus irmãos, então, para conhecer a Terra do Nunca e pede para que a menina seja a mãe dele e dos meninos perdidos, já que eles não sabem o que é ter alguém que tome conta deles e conte histórias antes de dormir.

Aceitando o convite, Wendy e seus irmãos embarcam nessa aventura para o desconhecido, aprendendo a voar com Peter e Sininho, e saem voando pela janela do quarto em busca da famosa ilha.

Fonte: www.adorocinema.com

Deixando os pais e a cidade, as crianças voam por dias e noites até chegarem à Terra do Nunca, onde Wendy, João e Miguel conhecem os meninos perdidos, os peles vermelhas, os piratas, e as aventuras tomam conta dos dias e noites, até o desfecho de toda essa história.

Um clássico da literatura infanto-juvenil, Peter Pan ainda desperta nostalgia em quem cresceu lendo ou assistindo às adaptações do livro para o cinema. Assim como outros clássicos, a leitura desse livro se faz bastante simples, mas com narrativa cursiva, sem muitos diálogos entre os personagens. Além disso, o texto se segue com os acontecimentos sendo contados na ordem cronológica, mas em alguns momentos há retrospectivas, para deixar claro algo no decorrer da história.


Um ponto que me chama bastante atenção é o uso de metáforas durante todo o conto, familiarizando os acontecimentos a situações que vivemos no mundo real; como, por exemplo, as metáforas para o amor, a saudade, a alegria, a essência de não perder "a criança" que há dentro de todos nós. Ainda temos a abordagem da morte, mesmo que de forma alusiva, mas que não vemos em tantas histórias para o público infantil.

"- Peter Pan, quem é você? - perguntou o capitão com a voz rouca.
 - Eu sou a juventude, eu sou a alegria - respondeu Peter num impulso - Sou um passarinho que furou a casca do ovo." p.193

Para quem gosta de literatura infato-juvenil, tem um prato cheio com Peter Pan. Embora não seja um gênero que me atrai, ler esse conto me fez lembrar a infância, de modo mais generalista, quando tudo o que fazemos tem um cunho mais intenso e imaginário do que quando crescemos.

Aos que já leram, o que acharam? E se você ainda não leu, aproveita e adquira seu exemplar.


4 comentários:

  1. Já li e sou apaixonada pela obra e pelas reflexões escondidas nela.:)

    ResponderExcluir
  2. Oi Eri, Peter Pan continua encantando gerações. Gosto da história dele, ainda mais por conta destas metáforas que ensinam muito, mas de uma forma simples.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oii Eri, tudo bem? Sua resenha ficou ótima, adorei as fotos! Eu nunca li essa história, apenas assisti as adaptações e gostava MUITO. Quero muito ler :D
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gaby! tudo bem, sim. Muuito obrigada :). Essa adaptação pro cinema foi a que mais assisti na infância. Marcou a vida de muita gente <3 Beijocas :*

      Excluir

® Faces em Livros | Layout por A Design - Ilustração por Graciele Paiva