CONTA UM CONTO|| ALL STAR AZUL #3












A sala já está completamente pronta. Tudo o que eu podia fazer para deixar o clima intensamente romântico, eu fiz. Balões de coração, cortinas vermelhas da minha mãe (estou torcendo pra ela não perceber que eu peguei, se não...), rosas no chão. Tudo lindo. Impecável. E não é para mim. Estou tentando não pensar nisso. 

Evito chorar na frente das pessoas e, definitivamente esse é o momento menos oportuno para isso, e David é a última pessoa no mundo que precisa me ver chorar. 

Ele está vindo na direção da sala, estou parado na porta esperando. Acho que ele quer parecer o mais natural possível, pois está usando uma calça rasgada nos joelhos, uma camiseta do bob esponja e... e o All star azul que eu adoro. Ele se aproxima de mim e antes que ele comece a falar eu digo:

 - E aí? Preparado? - Tento parecer o mais calmo possível.
 - Acho que sim. Quer dizer quem se prepara pra uma coisa dessas? - Ele está nervoso. E fica ainda mais fofo desse jeito.

- Relaxa. Vai dar tudo certo! - Estou mesmo fingindo ser otimista? Queria cortar a língua daquele... daquele... Maycon! Odeio esse garoto!

 - Você está certo. Tenho que relaxar. - Ele parece mais calmo. 

Queria tanto beijá-lo agora. Gritar que o amo e que quero ficar com ele. Mas, tenho que aceitar o fato que já perdi essa batalha. Às vezes a vida tende a colocar algo na sua mão e antes que você a feche ela tira de você aquilo que nunca te pertenceu.

- Você acha que essa roupa está boa? Ele não vai me achar muito infantil? - Como um ser humano pode ser tão doce desse jeito? Maycon não o merece. Ele é um ogro. Não é digno de alguém tão incrível como David.

- Você está... - Começo a admirá-lo. Eu passaria horas olhando pra ele, sem me cansar. Lembro que estou demorando a responder e completo – Perfeito!

- Não exagere tanto Tomi. Você já me viu com essa roupa milhões de vezes! - Ele está com aquele sorriso que derrete meu coração. Não sei o que falar, então sorrio para ele também.
- Bom. Então é isso. Espero que você goste da decoração.

Falo isso e abro a porta. Ele entra e para. Olhando tudo o que fiz. Seus olhos começam a brilhar.
- Está maravilhoso. - Ele diz em um sussurro. - Simplesmente espetacular. 

Devo dizer que tenho muito talento para decoração. Herdei da minha mãe ela é decoradora. A melhor de Wyoming e uma das melhores dos Estados Unidos. Fazer o quê? Está no sangue.

- Não exagere David. Você já me viu fazer isso inúmeras vezes. - Digo, mesmo sabendo que fiz um ótimo trabalho.

- Dessa vez você me surpreendeu. Não tenho nem como agradecer.

- Permanecer do meu lado para sempre será suficiente. - Respondo com ar de sorriso.
 Ele me fita. Está sério. Será que ele percebeu a indireta?

- O que você quis dizer com isso? - Ele parece surpreso e assustado ao mesmo tempo. Me sinto muito idiota. Devia ter segurado minha língua. - Não está falando de sermos amigos para sempre, não é?
Essa seria uma ótima hora para falar tudo de uma vez. Porém, ele vai se encontrar com outro cara... Não acho que seja muito propício.

- Você quer saber mesmo a verdade? - Não posso acreditar que vou fazer isso. Ele ainda está me olhando sem saber o que está acontecendo e faz que sim. Eu continuo:

- Quando você disse que queria fazer uma surpresa pra alguém, eu pensei que fosse pra mim. Porque eu queria que fosse pra mim. Porque sou apaixonado por você David. E queria que você sentisse o mesmo.

Ele parece confuso. Abre a boca, mas nenhuma palavra brota de seus lábios. Alguém bate na porta, e essa é a minha deixa para sair da sala. Sei que é Maycon e não quero estar aqui quando David for conversar com ele. Abro a porta, mas antes de sair olho pra trás e o vejo, ainda atônito. Sem reação. Olhando pra mim. Viro o rosto e saio. Não olho para Maycon e nem falo com ele. Tudo que eu quero agora é chegar em casa e chorar. Me trancar no meu quarto e chorar.

Continua...

O conto está chegando ao fim. O próximo post será o final,  o que será que vai acontecer na vida do Tomi e do David? Não deixem de nos acompanhar para conhecer o fim (ou será o começo?) dessa história.

16 comentários

  1. Não sabia que aqui no blog tinha crônicas também! Parabéns Wesley, você tem uma escrita bem legal, deve e descontraída ☺ Dá para ler rapidinho. Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  2. Queria EU ter tanta criatividade para criar contos/crônicas! Está demais continue assim.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não acompanhei nenhuma das partes mas gostei do que vi hoje e fiquei curiosa pela parte final

    ResponderExcluir
  4. aí meu deussssss cadê a continuaçãooooooo!!!!!!!!!! amei.... tomara que tenha final feliz 💛💛💛

    ResponderExcluir
  5. Diga que vamos ter um final feliz! Haha
    Estou adorando o conto. Quero a continuação.

    ResponderExcluir
  6. Comentei mas não sei se meu comentário foi. Estou curiosa para saber como será o desfecho, pelo menos o personagem teve coragem e conseguiu se declarar.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Bem curiosa para saber o rumo desse casal!! Adorando o conto!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi, Wesley. Tudo bem?
    Você escreve bem! Gostei muito da sua escrita e estou aflita com esse conto, menino. Já quero saber mais! Beijos <3

    ResponderExcluir
  9. Adorei e já quero o desfecho, espero que seja o melhor possível <3

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Não acompanhei as outras postagens do conto, mas confesso que ainda assim é possível entender o que está passando entre os personagens.
    Sua escrita é cativante e fiquei morrendo de curiosidade para saber o que irá acontecer com os três personagens!!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olha, eguei o bonde andando, mas teve uma frase que me impactou bastante nesse conto: [...]"Às vezes a vida tente a colocar algo na sua mão" [...] nossa, só essa frase já nos faz pensar e pensar muito, pelo menos para mim fez todo sentido, espero que esse conto tenha um final feliz, estou precisando de um...
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oie
    como não estou acompanhando certinho eu meio que me perco mas ou dar uma salvada para tentar ler com mais calma pra frente pois to gostando do enredo, parabéns

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu tive que voltar nos outros contos e ler desde o começo, e to apaixonada, você escreve incrivelmente bem, fiquei curiosa pra saber o que vai acontecer nos próximos capitulos,mal posso esperar...

    ResponderExcluir
  14. Imagino a tristeza do Tomi ao preparar o ambiente para o David surpreender outra pessoa!! Mas, ainda tenho esperança de que o Maycon esteja apenas ajudando o David a surpreender o Tomi.

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Ah que amor... É tão ruim essa coisa de ter que contar... o outro podia perceber, ne? Assim, fácil! kkkkk Espero que eles fiquem juntos... mas em um relacionamento equilibrado e com bastante admiração MUTUA...
    bjss

    ResponderExcluir