RESENHA II REFÉM DA OBSESSÃO


 Título: Refém da obsessão #2
Autora: Alma Katsu
Editora: Novo conceito
Páginas: 352

Avaliação: 
Sinopse: Havia uma parte em Lany que queria ser punida. Um pedaço de seu coração que acreditava que ela merecia o horror de ser imortal, a tristeza de ver todos aqueles que amara partirem, enquanto ela só podia conviver com as perdas e as lembranças. Terríveis e solitárias lembranças. Este "dom", oferecido pelo mais malvado dos homens, Adair, era, para ela, a resposta a uma pena que ela deveria cumprir. Mas, apesar das culpas e do castigo que pensava merecer, ela ainda sonhava. E esperava ser redimida por ter dado a Jonathan - seu grande amor - o esquecimento que purifica todo ser de sua dor: a morte. No entanto, bem no fundo de sua alma, ela suspeitava que, fosse o que fosse que a atraísse para Adair (e para sua maldade), fosse qual fosse o infeliz sentimento que os aproximara, este sentimento não fora totalmente exorcizado. Não importava que ela tivesse chegado ao cúmulo de emparedar aquele homem mau e deixá-lo para apodrecer, não importava que ela tivesse passado, nem que, hoje, ela pudesse contar com o apoio e os braços fortes e acolhedores de Luke... Adair estava perto, ela podia senti-lo, e seu poder era inexorável.



ATENÇÃO, LEITOR, SE VOCÊ AINDA NÃO LEU O LIVRO LADRÃO DE ALMAS, CONTÉM SPOILER!


No meu último post resenhei sobre o livro Ladrão de almas, da Alma Katsu e, como foi dito nele, hoje trago a narrativa do segundo livro da trilogia The taker. Refém da obsessão é a sequência da história que conta os dias de Lany depois de conseguir escapar das garras de seu "dono" Adair e continuar a viver, mesmo com suas frustrações. 

A narrativa ocorre em tempo atual, com Lany e Luke juntos, e se inicia quando ela começa a se desfazer de suas coisas - a pedido de Luke, - adquiridas ao longo dos séculos e por todos os países por onde passou, doando anonimamente a museus de diversas cidades. Telas, itens de cerâmica, tapetes, sedas, entre tantos suvenires carregados de lembranças. A ideia de Luke era fazer Lany esquecer - ao menos um pouco - de seu passado.

Enquanto ela e Luke se distraem olhando suas antigas telas em uma galeria, a "jovem" moça sente um tipo de dor de cabeça, um zunido fraco, mas persistente, e foi aí que Lany, em estado de desespero, soube o que a esperava! Adair estava solto e vinha atrás dela. Numa tentativa desesperada, a protagonista dessa história tenta fugir para os lugares mais remotos, a fim de fugir de Adair ou, pelo menos, despistá-lo, embora isso fosse impossível e ela sabia disso. 

"Foi então que compreendi que aquilo era um sinal, como a corrente elétrica que liga uma máquina. Eu fora contatada, e a apreensão que carregava comigo durante dois séculos cresceu dentro de mim, preenchendo todas as células do meu corpo. Podia tentar fugir do passado, mas, aparentemente, o passado ainda não estava pronto para quebrar seus vínculos comigo." 

Em desespero, Lany deixa Luke, para mantê-lo a salvo e longe da guerra que seria quando Adair os encontrasse, sabendo que Adair iria matá-los. Determinado a capturar a jovem mulher que o aprisionou por 200 anos, Adair conta com a  ajuda de um de seus subordinados para recuperar seu dinheiro e poder, além de ficar a par da modernidade e a tecnologia.

Durante sua jornada para escapar, Lany busca a ajuda de amigos do passado, imortais como ela, também transformados pelo malfeitor, para por fim à sua luta. Ela os procura em vários cantos do mundo.

O momento em que as vidas de Adair e Lany se cruzam novamente é de arrepiar, já que Adair chega à cidade de origem de Lany, St Andrew, e a partir desse ponto a caçada fica ainda mais intensa e insana, até não haver mais saída para nenhum dos dois, senão resolverem seus "problemas".


Durante toda a trama, os sentimentos brotados foram de raiva à ansiedade e pena. A visão de Adair é torta e desconsiderada como plausível, mas, ao entender sua forma torta de enxergar e agir, me fez mudar um pouco de lado e alimentar o desejo de que ele se convertesse e que houvesse sua redenção e a de Lany. Mais que a continuação do primeiro livro, Refém da obsessão traz muitas surpresas durante a narrativa, onde a cada capítulo o fôlego encurta mais um pouquinho. Morte, ressurreição, o "outro lado" tão temido por quem ainda não viajou ao mundo dos mortos, e muito mais aguardam você nessa próxima e intensa leitura.

Infelizmente, o terceiro livro da série ainda não foi publicado no Brasil, por problemas com a editora, já que a Novo conceito não comprou os direitos do livro The descent. Em uma mensagem para os fãs brasileiros, a Alma pede desculpas pela demora no lançamento e por muitos leitores que almejam finalizar a trilogia ainda não terem tido essa oportunidade. Enquanto o livro não é lançado aqui no Brasil, fiquemos com a curiosidade - matando - do final dessa louca história.


Vocês podem ler a matéria onde a Alma explica sobre a demora da publicação clicando AQUI.

Aos leitores amantes de suspense, terror psicológico sobrenatural, essa leitura se encaixa bem. Sou uma leitora suspeita para falar, já que esses gêneros me têm. Desejo uma ótima leitura e aguardo nos comentários sua opinião sobre o livro. Se já leu, o que achou? Se ainda não, leia e vem deixar sua opinião.

8 comentários:

  1. Menina!! Eu quero muito ler Ladrão de Almas! Nossa! E agora com essa continuação, quero ler mais ainda!
    Parabéns pela resenha!
    Bjss e bom final de ano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrea, fofa, muito obrigada :) Leia mesmo, porque é de tirar o fôlego e muitas surpresas te aguardam nesses dois livros incríveis :3

      Excluir
  2. Olá!
    Apesar de achar as capas dessa trilogia bem atraentes e de eu adorar um bom terror psicológico, infelizmente esse livro não chamou minha atenção. É um livro que não desperta minha curiosidade, mas quem sabe um dia eu não dê uma chance, né?
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Erivágna.
    Já li Ladrão de Almas há alguns anos e lembro que gostei bastante do livro. Tenho que realizar a leitura dele novamente para refrescar alguns pontos da história.
    As duas capas são maravilhosas e eu estou louca para adquirir Refém da Obsessão logo, espero que eles publiquem o terceiro livro o quanto antes!

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Eu já li o primeiro volume dessa trilogia há alguns anos atrás. Porém, nunca tive a oportunidade de ler essa sequência e ao saber que a editora não iria lançar o terceiro no Brasil, eu meio que deixei de lado essa série. Mas se eu dizer a você que não sinto curiosidade, estaria mentindo. Pois, foi um livro muito diferente e interessante de se ler.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. eu não curto muito esses gêneros mas achei muito interessante a história. parece que é de tirar o fôlego! vou pensar em ler, já que quando se trata de séries, prefiro adquirir todos de uma vez só para não sofrer de ressaca.

    beijos, isa
    http://isaloucaporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiee, tudo bem? Adorei a resenha!! Eu quero MUITO ler esse segundo livro, pois li o terceiro há alguns anos e foi uma leitura incrível. Gosto de sobrenatural e amei a forma como a autora abordou o tema imortalidade. Ansiosa para ter mais da Lany e Luke!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Eri,
    Esse livro já está na minha lista, na o vejo a hora de começar a ler essa trilogia. Não li toda a sua resenha por causa do spoiler, mas vi que a leitura desse segundo também lhe agradou. Espero me agradar também.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir

® Faces em Livros | Layout por A Design - Ilustração por Graciele Paiva