Tag: Top 5 || "Clássicos" Esquecidos





Muitos livros são de extrema importância na formação da bagagem de um leitor. Diante disso, resolvi criar uma lista dos 5 livros que considero fundamental ter um lugarzinho especial na estante. 

Alguns deles, por trazerem em seu conteúdo drogas, prostituição ou ir contra os valores religiosos, foram censurados em décadas passadas e  hoje podem ter caído no esquecimento de muitos leitores.

Com o intuito de resgatar esses “Clássicos” esquecidos, abordarei primeiramente os 5 títulos preferidos e logo mais trarei todos eles em resenha para vocês. 

Espero que gostem! 





1. EU, Christiane F. 13 anos, drogada e prostituída




“Este livro nasceu da gravação do depoimento de Christiane F. em 1978 então com 15 anos - ela depunha como testemunha num tribunal de Berlim. Esta história ensina mais do que o mais bem documentado relatório sobre a situação de uma grande parte da juventude. Christiane F. quis que este livro fosse a público. Como quase todos os viciados em drogas, desejava romper o silêncio opressivo que cerca a questão dos tóxicos entre adolescentes. Ao depoimento de Christiane F. juntou-se declarações de sua mãe e de outras pessoas que dela se ocuparam, assim completando a análise com uma perspectiva diferente.”












2. Madame Bovary


“Considerado por muitos críticos e estudiosos como a maior realização do romance ocidental, 'Madame Bovary' trata da desesperança e do desespero de uma mulher que, sonhadora, se vê presa em um casamento insípido, com um marido de personalidade fraca, em uma cidade do interior. Publicado originalmente em capítulos de jornal, em 1856, o romance mostra o crescente declínio da vida - interna e externa - de Emma Bovary, que figura na literatura ocidental no mesmo degrau que Dom Quixote, o personagem de Cervantes. Ambos não se conformam com a realidade em que vivem e tanto o cavaleiro da triste figura quanto a desolada dona-de-casa oscilam entre o status de herói e de anti-herói. Madame Bovary é sem dúvida a obra-prima de Gustave Flaubert (1821-1880), escritor francês que, como nenhum outro na literatura ocidental, levou o estilo à perfeição, reescrevendo inúmeras vezes o texto e procurando, como um artesão, o melhor encaixe das palavras. Flaubert identificou-se de tal forma com a sua protagonista que declarou: 'Madame Bovary, c'est moi' (Madame Bovary é eu). Na sua maior obra, o escritor atingiu um grau de penetração dentro da mente da personagem principal como nunca ocorrera até então e abriu caminho para as aventuras psicológicas dos modernistas como Virginia Woolf, Marcel Proust, Clarice Lispector e James Joyce. Não por coincidência, Proust considerava Flaubert como um escritor de ruptura, por ter dado sentido e substância ao romance de análise psicológica.”




3. Lolita


“Lolita é um dos mais importantes romances do século XX. Polêmico, irônico, tocante, narra o amor obsessivo de Humbert Humbert, um cínico intelectual de meia-idade, por Dolores Haze, Lolita, 12 anos, uma ninfeta que inflama suas loucuras e seus desejos mais agudos. 

A obra-prima de Nabokov, agora em nova tradução, não é apenas uma assombrosa história de paixão e ruína. É também uma viagem de redescoberta pela América; é a exploração da linguagem e de seus matizes; é uma mostra da arte narrativa em seu auge. Através da voz de Humbert Humbert, o leitor nunca sabe ao certo quem é a caça, quem é o caçador. 
Nabokov compôs a maior parte do manuscrito — que ele mesmo chamou de “bomba-relógio” — entre 1950 e 1953. Nos dois anos seguintes, ouviu recusas de cinco editoras norte-americanas (“pura pornografia”, disse-lhe uma). Em 1955, foi finalmente aceito por uma obscura editora francesa, a Olympia Press. Em junho, assinou o contrato; em outubro, recebeu os primeiros exemplares, cheios de erros tipográficos. O livro inicialmente não foi bem-recebido; uma revista pensou em publicar trechos, mas foi desaconselhada por advogados. No início de 1956, sua sorte mudou. Graham Greene havia colocado Lolita entre os melhores livros de 1955 numa edição do Sunday Times. A repercussão cresceu; em agosto de 1958, foi finalmente publicado nos EUA. Em setembro, alcançou o primeiro lugar na lista de mais vendidos. O sucesso faria com que Nabokov deixasse de dar aulas para viver apenas de sua literatura.  “Num primeiro momento, a conselho de um velho e calejado amigo, tive a humildade de estipular que o livro deveria ser lançado anonimamente. Duvido que eu jamais vá me arrepender de pouco depois, percebendo o quanto a máscara tenderia a trair minha causa, eu ter decidido assinar Lolita”, escreve o autor no posfácio Um livro intitulado Lolita. No texto, escrito em 1956 para a edição americana, Nabokov faz esta e outras reflexões sobre sua motivação para escrever Lolita, a gênese da obra, a dificuldade para publicá-la e sua polêmica repercussão.



4. A Metamorfose



“A Metamorfose' é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante - o famoso Gregor Samsa - transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico grotesco e cruel na condição humana - tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.”





5. O Diário de Anne Frank



“'O Diário de Anne Frank', publicado originalmente em 1947, se tornou um dos relatos mais impressionantes das atrocidades e horrores cometidos contra os judeus durante a Segunda Guerra Mundial. A força da narrativa desta adolescente — que mesmo com sua pouca experiência de vida foi capaz de escrever um testemunho de humanidade e tolerância — a tornaria uma das figuras mais conhecidas do século XX. Agora, seis décadas após ter sido escrito, o diário é finalmente publicado na íntegra. A nova edição traz um caderno de fotos, além de vários trechos inéditos. O livro reconstrói os tensos anos em que a família Frank viveu em Frankfurt, em clima de total antissemitismo, a fuga da Alemanha e a vida no esconderijo, em Amsterdam. Com fotos e cartas inéditas obtidas junto a parentes e amigos, esta edição finalmente revela mais sobre a jovem Anne Frank, sobre sua família, o ambiente social em que ela cresceu, sua vida antes e depois da fuga e sobre seus últimos setes meses de vida — depois de ter sido traída, capturada pelos nazistas e enviada a um campo de concentração. Conhecido em todo o mundo através do teatro, adaptações para televisão e traduções, 'O Diário de Anne Frank', incrível documento humano, continua a chocar e a emocionar. Ele assinala passagens de uma vida insólita, problemas da transformação da menina em mulher, o despertar do amor, a fé inabalável na religião e, principalmente, revela a nobreza fora do comum de um espírito amadurecido no sofrimento. 'O Diário de Anne Frank' é um retrato da menina por trás do mito. Um livro que aprofunda e aumenta nossa compreensão da vida e da personalidade de um dos fortes símbolos da luta contra a opressão e a injustiça. Uma obra que deve ser lida por todos, para evitar que barbaridades dessa natureza voltem a acontecer neste mundo.”


E ai, qual deles já tem um lugarzinho especial na prateleira (e no coração) de vocês?





24 comentários:

  1. Diário de Anne Frank, sem dúvida, tem um lugar especial na minha estante. Adoro o livro e sempre busco informações relacionadas a família Frank na época da segunda guerra.
    dos livros citados, tenho muita vontade de ler Lolita. Já conhecia A metamorfose e Madame Bovary, mas nunca me interessei tanto por nenhuma das duas obras.

    Uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!
    Conheço todos da lista,e li somente Anne Frank e não acho que este livro tenha caído no "esquecimento",li ele na época de escola e até hj desejo ele na minha estante ^^
    Madame Bovary nunca li mas ele já está incluído na minha listinha,vc já viu a capa e diagramação novas sobre ele?? Lindíssimos!! Apesar de que também gosto da capa antiga ^^

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/11/titulo-quando-o-amor-bater-sua-porta.html

    ResponderExcluir
  3. Desses eu já li Lolita e Chistiane F, são duas leituras muito pesadas que rendem muito assunto, mas que acho muito importantes para formamos opinião sobre diversos assuntos. Adorei sua lista e creio que esses clássicos já se tornaram imortais para nós!

    ResponderExcluir
  4. Olá Amanda
    Não sei se é possível esquecer alguns desses clássicos, pelo menos os que eu li foram ótimos e inesquecíveis. O diário de Anne Frank e Cristiane F. foram leituras muito fortes, pelo menos foi o que senti na época. Lolita ainda não li, mas já ouvi falar muito a respeito, assim como de Madame Bovary.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?
    Particularmente eu não gosto de clássicos, sempre que eu tento ler acaba sendo uma leitura muito arrastada e algumas vezes chega a ser cansativas, mas sempre tenho que ler alguns por conta da escola, mesmo assim eu tenho vontade de ler "Lolita", espero tentar ler e gostar :D

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Semmmmmmm oooooooooooooorrrrrrrrrrrrrr, eu li todos os livros da sua lista!!! Não considero Christiane F um clássico, reli a pouco tempo, inclusive e tenho ressalvas. Mas o restante, só tiro!!! Me deu vontade de reler Made Bovary!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu li Diário de Anne Frank e achei fantástico, apesar da pouca idade, Anne era muito madura para uma menina daquela época, ela era a frente do seu tempo. Lolita eu vi o filme, que aliás é um dos meus favoritos, o livro ganhei faz duas semanas do meu melhor amigo (melhor pessoa) porque ele sabia que eu tava desejando fazia um tempão hahahahah provavelmente eu leia ano que vem, as outras obras eu só conhecia por nome mesmo, não cheguei a ler, Eu Christiane foi recomendo da escola mas nunca tive acesso ao livro.

    leiturasdebrain.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Só li O Diário de Anne Frank e Christiane F e concordo com você que são de extrema importância na formação de jovens. Os outros eu já ouvi falar, e estão na minha lista e só tô esperando a oportunidade pra ler!
    Acho que o que mais tenho curiosidade é Lolita, já que é o que mais ouço falar!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Você acredita que eu já li todos esses livros menos o Madame Bovary e tenho todos na minha estante? Alguns eu até concordo vom você que estão esquecidos mas o diário de Anne Frank eu não concordo. Esta sempre saindo uma edição Niva e vejo muita gente lendo e comentando sobre ele.. bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Eu já disse que amo estas publicações com dicas, ainda que sejam de clássicos!?? :) ahah

    Os únicos que conhecia eram A Metamorfose e o primeiro deles! :) Anne Frank já li, e ate foi nessa edição!! :) Foi uma leitura marcante, há uns anos atras!! :) Mas não tive sequer curiosidade nos outros! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. ‘Muitos livros são de extrema importância na formação da bagagem de um leitor.’ Concordo plenamente com você. E concordo com todos os livros indicados, um melhor que o outro. Trabalho com todos em sala de aula.

    ResponderExcluir
  12. Oie!!
    Adorei essa postagem sabia? Incrível os livros que voê indico e tenho até vergonha de dizer que eu não li a maioria. O único que eu tive a oportunidade de ler foi o Christiane F. Tenho muita vontade de ler o Diario de Anne Frank, mas não tenho coragem :/

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Olá Amanda!
    Adorei as indicações.
    Não tenho o costume de ler muitos clássicos, acho que por falta de tempo, infelizmente. Dos livros citados já li O diário de Anne Frank e recomendo muito a leitura.
    Tenho muita vontade de ler Lolita e Eu, Christiane F. adorei ter visto a indicação deles aqui!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. De todos citados já li o diário de Ane frank e é uma leitura maravilhosa. Que história desesperadora e triste. :(
    Quero ler Eu, Christiane F. Sempre tive curiosidade em conhecer a trama. Lolita vi o filme, mas tenho um pouco de interessa na leitura também.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  15. Olá.
    eu tenho que admitir que ainda não li nenhum deses livro acima, mas já tinha ouvido falar de todos. Eu sou uma pessoas que gosta muito de clássico, mas sempre acho difícil encachar um no meio das minhas leituras, eu não sei porque.
    Eu tenho muita vontade de ler todos estes livros, mas primeiro eu tenho que comprar e espero que isso seja em breve. O que eu mais quero ler é Lolita e Metamorfose, que foram indicados para mim por uma amiga querida.
    Bjssssssss

    ResponderExcluir
  16. Olá, Amanda.
    Clássicos são mesmo muito importantes na nossa formação como leitores.
    São ótimas as suas indicações e fico feliz em ver que o único que ainda não li foi o da Christiane F.
    O livro "A metamorfose" é sensacional! Sempre indico ele para os meus amigos.
    Abraços.


    Papel, palavra, coração

    ResponderExcluir
  17. Dos clássicos que você citou, só não li Metamorfose e Madame Bovary. E dos que li, apenas Lolita que eu não gostei.
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi Amanda! Já li vários livros dessa lista e fiquei interessadíssima com a premissa do Metamorfose. Li Christiane F. quando eu tinha 15 anos, escondida da minha mãe (o livro era dela, e vinha com um super aviso na capa sobre a censura 18 anos) risos. Até hoje foi uma das leituras que mais gostei do gênero. Anne Frank também é fenomenal! Adorei sua lista! Abraços

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Nossa, que ótima postagem!
    Acredita que não li nenhum dos livros? São histórias que devem ser lidas por todos os publicos, principalmente Christiane F., devido ser uma trama para os jovens. Muito bom!
    Bjks
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Gostei muito do seu top 5, parabéns pelas escolhas!
    Dos livros que você citou eu li EU, Christiane F. 13 anos, drogada e prostituída, que é uma excelente leitura principalmente para os jovens, pois serve de alerta em relação às drogas. Christiane se torna menos que um ser humano por conta da heroína e acompanhar desde o começo essa história nos ensina que o perigo, muitas vezes, se apresenta de forma sutil.

    Li também Madame Bovary e é uma ótima leitura, apesar de ser um tiquinho difícil, pois aborda o psicológico da protagonista e isso torna uma leitura bem mais densa do que a maioria do livro. Mesmo assim é um ótimo romance para entendermos a sociedade da época e sabermos como o autor foi ousado e visionário ao escrever uma obra em uma sociedade puritana. No fim, ele só escreveu as verdades que existem no mundo.

    Eu quero muito ler Lolita, inclusive está na minha meta de leitura desse ano, mas o ano está acabando e acho que não vou conseguir cumprir essa meta.
    De qualquer forma eu irei ler o livro em breve, se não for no final de 2016, será no começo de 2017!

    Abs e aguardo resenha ^^

    ResponderExcluir
  21. ai,adorei mesmo sua listinha, já li anne frank e chrstiane f e ele me marcou muito,depois que li esse livro tive uma visão totalmente diferente da vida, quero muito ler a metamorfose do kafka mas lolita não me agrada muito por tratar de uma possivel pedofolia, sei que algumas pessoas dizem que não é,mas não me sinto a vontade para ler

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Adorei a tag/top5 que nos trouxe.
    Estou ansiosa para conferir as resenhas dessas obras maravilhosas. Confesso que ainda não li nenhuma delas, a única que já iniciei foi o diário de Anne Frank e infelizmente abandonei porque peguei emprestado aqui na biblioteca da cidade e era uma edição bem antiga, com uma letra minúscula e nenhum espaçamento. Isso tornou a leitura bem desagradável porque costumo ler a noite e acabei deixando de lado. Pretendo tentar novamente pois amo livros que abordem a Segunda Guerra e também por ser um clássico.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi, Amanda, tudo bem?

    Não li nenhum dos livros do seu TOP 5, mas já assisti a adaptação de Christiane F., um ótimo filme, muito realista e doloroso.
    Dentre os outros o que quero ler é Lolita, é um livro muito polêmico, algumas pessoas acham tratar-se de um romance, por isso ele é tão controverso.

    Aguardo as resenhas! ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Olá, dos citados o único que li até agora foi O Diário de Anne Frank...o da Christiane F eu lembro ter pegado na biblioteca da escola a muito tempo atrás, mas não lembro se li até o final.

    Abraços

    ResponderExcluir

® Faces em Livros | Layout por A Design - Ilustração por Graciele Paiva