RESENHA|| O CAÇADOR DE PIPAS

                                                   
Título: O caçador de pipas
Autor: Khaled Hosseini
Editora: Editora Nova Fronteira
Páginas: 365
Avaliação: 


Sinopse: O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.



Um dos livros mais vendidos da história da literatura mundial: eleito o melhor livro do ano pelo San Francisco Chronicle (um importante jornal americano), selecionado entre os dez melhores do ano, pela Entertainment Weekly (uma das revistas mais importantes dos Estados Unidos) e destacado como livro notável, pela American Library Association, O caçador de pipas, traz a história de amor, amizade, orgulho e arrependimento, entre outros sentimentos, que nos faz refletir sobre nossas práticas cotidianas. Nos faz compreender como as relações, sejam amorosas ou as de amizade, podem e devem ser construídas: “Há um jeito de ser bom de novo!”

Inicialmente, o livro é narrado em primeira pessoa. A história se passa no Afeganistão na década de 70. Os personagens principais do livro são Amir, Hassan – “o menino do lábio leporino que corria atrás das pipas como ninguém” (p. 10) e Sohrab. Amir e Hassan vivem em realidades sociais diferentes. Amir é rico, seu pai tem influência e conhecimento com outras autoridades da região que moram. Hassan é uma criança que não saber ler e nem escrever, mas esses fatores passam despercebidos diante da sua bondade, generosidade e fidelidade em relação a sua amizade com Amir. 

Os capítulos do livro são enumerados de acordo com de fatos ocorridos. Há partes que, enquanto questionares das atitudes humanas, nos perguntamos se seriamos capazes de ter determinadas atitudes com aquela pessoa que consideramos como: “melhor amigo”. O que é ser melhor amigo?


Há capítulos que são decisivos para a construção da personalidade dos personagens. Essa construção é o que prende o leitor diante das descobertas e situações que vão ocorrendo no decorrer do livro. Khaled Hoissini transmite ao leitor características minuciosas dos lugares, das pessoas e da cultura oriental. 



As atitudes tomadas por cada personagem nos revelam a capacidade humana de reagir às diversas situações da vida a partir do medo, da razão ou por meio do amor. São reveladas durante os capítulos segredos em relação ao pai de Amir, a história do próprio Amir e de Hassan, o que acaba surpreendendo o leitor.

Amir é um personagem que transmite uma carga de culpa e arrependimento, mas esses sentimentos são justificados no livro. As angústias e culpas carregadas por ele são solucionadas com o surgimento de Sorhab na história. 


“Tinha sido apenas um sorriso, e nada mais. As coisas não iam se ajeitar por causa disso. Aliás, nada ia se ajeitar por causa disso. Só um sorriso. Um sorriso minúsculo. Uma folhinha em um bosque, balançando com o movimento de um pássaro que alça vôo.” (p.365)


Khaled Hosseini consegue envolver o leitor ao contar a história. No livro “ o caçador de pipas”, os personagens do autor vão além, “caçam” sonhos, verdades e a esperança de viverem livres, longe da violência e das injustiças da sociedade afegã. Indico esse livro para todos os públicos e, para as pessoas que são fãs de boas histórias.
 


27 comentários:

  1. Olá
    Faz um bom tempo que fiz essa leitura e confesso que sinto vontade de reler. É uma obra que traz mensagens muito especiais e concordo plenamente com suas considerações. Impossível nao refletir durante essas páginas ne?! Acho interessante também sobre os detalhes da ambientação, cultura e afins.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fer!

      Fico feliz com o seu comentário. O livro "O caçador de pipas" traz mensagens positivas em relação a vida. Nossas amizades, nossos sonhos e a maneira que cada pessoa enfrenta as situações do cotidiano. Se resolver reler, boa ventura! ;)

      Beijos!

      Excluir
  2. Olha, esse é um livro que eu tenho muita vontade de ler mas não tenho coragem para acompanhar a história que segue. Meu pai me contou algumas cenas eu eu não teria coragem para ver o sofrimento dessas crianças, principalmente a parte que ele pega a pipa para o amigo mas é estuprado, isso me dói o coração não tenho estômago para isso e não consigo ler tanta crueldade. Infelizmente, eu sei que nunca vou ler esse livro e nem ver o filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia! Tudo bom?

      Felizmente, cada pessoa tem experiências diferentes ao ler um livro. Há momentos tristes no livro, mas também há momentos de alegria, de esperança e muito amor. Essas histórias acontecem na vida (infelizmente) e são descritas em livros também. Um dica: permita-se ler! Talvez a sua experiencia ao ler "O caçador de pipas" seja diferente da que seu pai teve. Caso resolva ler, volte aqui para nos contar.

      Beijos!

      Excluir
  3. Este é um dos meus livros favoritos da vida e pensar nesta história e na forma como o autor nos conta, me dá um peso no estômago, porque tudo foi tão original e bem escrito que só de ler sua resenha, me emocionei outra vez. Que lindo que você também gostou.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivi!

      Fico feliz com o seu comentário! "O caçador de pipas" também faz parte dos meus livros favoritos.

      Beijos!

      Excluir
  4. Olá
    Eu já conhecia a obra em questão, ,mas nunca li e muito menos sabia que ele é um dos livros mais vendidos do mundo rsrs. Parece ser uma história bem legal, que sem dúvidas deixa qualquer um envolvido. Espero poder ter a chance de ler a obra algum dia, pois ele é meio que um clássico kkk. Adorei ler suas opiniões sobre a obra, até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Manoel!

      Como você pôde companhar durante a leitura da resenha, "O caçador de pipas"é um dos livros mais conhecidos e vendidos do mundo. Espero que você tenha a oportunidade de ler e volte para nos contar sua experiência.

      Beijos!

      Excluir
  5. Eu amei esse livro pelo conteúdo até um pouco cru que ele apresenta. Amei rever essa história que li há muito tempo através de seu olhar e ver mais uma pessoa se render a essa obra que quando eu li fiquei um bom tempo pensando: é isso mesmo? sério isso? beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Acho que tivemos visões parecidas ao ler "O caçador de pipas" rs! Um livro muito bom!

      Beijos!

      Excluir
  6. Olá!! :)

    Não conhecia o livro, mas acho que desta vez vou passar a dica, porque não gosto muito da capa nem da premissa..! :) ahah

    Mas ainda bem que te agradou e que a construção das personagens esta boa e e ela que "move" o livro!! :) ahah Gosto disso!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oláá

      Espero que você tenha a oportunidade de ler. E volte aqui para nos contar sua experiência.


      Beijos!

      Excluir
  7. OiOi Nathália,
    já fazia um tempo que eu não me deparava com uma resenha do Caçador de Pipas. Foi ótimo poder relembrar o quanto esse livro é maravilhoso e especial. Quero ler mais livros do autor em 2017.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jeh!

      Fico feliz com o seu comentário. Você já leu "A cidade do sol"? É do mesmo autor do "O caçador de pipas". Fica a dica do livro! ;)

      Beijos!

      Excluir
  8. Olá Nathalia,
    Li esse livro há algum tempo, mas, ainda hoje, ao ler resenhas e recordar a história, sinto meus olhos marejados.
    O autor mostra muito bem, como você disse, como as pessoas reagem às coisas acontecem com elas. Apesar de ter gostado muito desse livro, meu favorito do autor é O Silêncio das Montanhas.
    Sua resenha está extraordinária e me fez pensar na possibilidade de uma releitura.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Eu não li esse livro, pois sei que vou chorar com a trama.
    Espero ainda criar coragem para ler esse livro, e me emocionar com a história e os acontecimentos. Mas vou deixar para outro momento, quem sbe mais para frente,
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Oi oi querida,
    Ainda não li esse livro, e acho que não vou ler. Conheço a escrita do autor, sei que ele arrasa corações. Não pretendo entrar em uma ressaca, então vou deixar passar.

    Adorei a resenha, e sua sinceridade foi fundamental para esclarecer algumas dúvidas que tinha do livro.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  11. Oi, Nathalia. Tudo bem?
    Dois eu conheci mais ou menos na mesma época que são A Menina que roubava livro e este, O caçador de pipas. São dois livros que tenho muita vontade de ler há um tempo já, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Sabendo um pouco mais sobre O caçador de pipas, fiquei ainda mais com vontade de ler o livro. Com certeza, em breve vou tentar pegar para ler. Gostei da sua resenha, mas eu fiquei com uma dúvida, quando você diz que o livro é inicialmente escrito em primeira pessoa. Deixa eu ver se entendi: o livro começa sendo narrado em primeira pessoas e depois passa a ser narrado em terceira? Fiquei curioso para saber isso. Obrigado pela dica.
    Abraço!

    meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
  12. Oi Nathália!
    Eu li esse livro no começo do ano e gostei bastante.
    O começo dele foi bem devagar e demorei para acabar a leitura bem mais do que estava esperando. Isso se deve um pouco também porque a história é pesada.
    O que mais gostei dele - além da história bonita - é ter um pouco mais de conhecimento daqueles países, naquela época. Saber um pouco mais das religiões de lá, da cultura, da política e etc.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/2016/11/um-livro-ok-o-grande-gatsby.html

    ResponderExcluir
  13. Oie, esse livro é simplesmente lindo e um dos meus favoritos de sempre. Eu gosto muito de todos os valores que ele passa, e como você menciona, ele fala bastante de cultura, e eu achei ótimo conhecer toda essa cultura afegã, foi meu primeiro contato com algo diferente da nossa realidade. Em fim, esse livro merece mil estrelinhas.

    ResponderExcluir
  14. Apesar de ter sido considerado o melhor livro, admito que não me ganhou tanto, talvez pela falta de um 'quê' na sinopse ou até mesmo pela capa que parece simples demais para meu gosto, mas não tenho vontade de ler. Sua resenha, em contrapartida, ficou muito boa, escreveu muito bem!! Adorei mesmo!

    ResponderExcluir
  15. Sempre ouvi falar muito bem desse livro, mas nunca tomei vergonha na cara de lê-lo. Sei que a história nos desafia a pensar sobre as atitudes humanas em relação a algum sentimento específico, e morro de vontade de saber como os personagens foram desenvolvidos. Ótima resenha,.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
    Participe dos SORTEIOS de Natal que estão rolando lá no blog!

    ResponderExcluir
  16. Olá,

    Confesso que nunca senti a mínima vontade de ler esse livro. Uma amiga chegou a comprar até me ofereceu emprestado, mas não senti um pingo de vontade. Não sei explicar o porquê :/ Só não é algo que deseje ler, quem sabe mais pra frente, né, quando eu estiver mais sábia (hahaha). Por isso deixo a dica passar.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oiii!!!
    Esse livro foi devastador pra mim. Eu li desse autor também, Cidade do sol. Nossa fiquei semanas chocada. Realmente, nos faz refletir muito sobre nossas atitudes e principalmente, sobre o amor... Hassan amava Amir acima de qualquer coisa... e era um amor puro e lindo que nunca deixou de existir. Gostei da sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi, Nathalia

    Eu não li o livro ainda, mas sei de algumas passagens e só de saber já me sinto mal. É um livro que pretendo ler um dia, mas não agora. Sei que é um livro que me marcará muito, só não sei se positiva ou negativamente, pois apesar de sempre ler nas resenhas sobre a beleza da história e a reflexão que ela proporciona, certos temas não me caem muito bem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oieeee, tudo bem?? Acredita que tenho esse livro mas, mesmo com toda a sua repercussão, eu ainda não li?? Me sinto mais aliviada porque vi nos comentários anteriores que não só sou eu que tô vivendo na caverna kkkkk já vi uns pedaços do filme mas nunca ele completo. Uma boa hora pra eu repensar a programação do fim de semana né? Bjossss

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oiee Nathália ^^
    Eu ainda não li esse livro, mas cheguei a ver o filme e achei muito emocionante. Li outros livros do autor, "A cidade do sol" e "O silêncio das montanhas" e os achei muito comoventes também, uns dos livros mais fortes e mais bem escritos que eu já li.
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir

® Faces em Livros | Layout por A Design - Ilustração por Graciele Paiva