Resenha || O 9º Julgamento



Nome do livro: O 9º Julgamento
Páginas: 183
Autor: James Patterson e Maxine Paetro
Editora: Arqueiro

Avaliação:


Sinopse:Um maníaco impiedoso. Uma jovem mãe e seu bebê são cruelmente mortos dentro do estacionamento de um shopping. Sem testemunhas ou indícios da identidade do assassino, só resta à sargento Lindsay Boxer e ao seu parceiro, Rich Conklin, uma única pista: três letras escritas com batom vermelho no para-brisa do carro das vítimas.Um assalto sangrento. Em outro canto da cidade, a esposa de um astro de cinema é acordada por um ladrão que está fugindo com milhões de dólares em joias e pedras preciosas. Antes de conseguir chamar a polícia, ela é friamente assassinada e São Francisco fica em estado de histeria. A morte está próxima. Lindsay é convocada para o novo caso e tenta conciliar as duas investigações e o noivado com Joe Molinari, sempre afetado por seu relacionamento íntimo com Conklin. Em meio a toda a adrenalina, a sargento é obrigada a colocar a própria vida em risco para salvar a cidade antes que a lista de vítimas aumente.




O 9º Julgamento é o nono livro da série Clube das Mulheres Contra o Crime, de James Patterson, escritor norte-americano conhecido também pela série Alex Cross, entre seus livros de suspense policial. No entanto, apesar de ser o nono e último livro, não apresenta muita ligação com os oito primeiros, exceto por um pequeno e quase não desenvolvido romance ao qual não citarei para não dar spoilers a possíveis leitores.


No Clube das Mulheres temos quatro integrantes: Lindsay Boxer, uma policial exemplar do Departamento de Homicídios da Polícia de São Francisco; Claire Washburn, médica legista; Yuki Castellano, assistente da promotoria, e, por fim, a repórter Cindy Thomas. Embora o livro seja dividido em quatro partes, com alguns capítulos narrados em terceira pessoa, há também narrações em primeira pessoa: sobre a policial Lindsay.

Dessa forma, iniciando o livro temos dois casos, aos quais são destinados à Lindsay, que, com ajuda da sua equipe feminina e seu parceiro da polícia, Richard Conklin, tentam ao máximo solucioná-los. Por sua vez, os casos são totalmente distintos, mas de uma forma surpreendentemente conectados, não em relação aos crimes, mas às histórias que permeiam seu enredo.


O primeiro crime é o do famoso/famosa assaltante de joias conhecido por Hello Kitty. O gatuno é bastante conhecido por assaltar casas de famosos e ricos na cidade de São Francisco. Aproveita sempre as festas e, principalmente, as refeições noturnas, para roubar-lhes joias, usando suas habilidades de escalada e resistência, tornando desnecessário o uso de qualquer ajuda "pesada" para facilitar seu trabalho, já que dispõem de uma confiança de "ser invisível" e incrivelmente rápido para tais atos. Até que tudo dá errado: em uma noite, em seu quinto assalto, na casa do famoso ator Marcus Dowling, não contava com que o jantar terminasse tão cedo, dificultando seu crime e tornando-o notável. E então, dessa forma, acontece um assassinato, em que a sra. Dowling acaba por ser a vítima. Logo, nada mais óbvio do que associar um assassinato a um assalto, já que latrocínio seria uma ótima forma de isentar-se de culpa e sair despercebido de um assassinato. 

O segundo crime também é caracterizado por assassinato; no entanto, de forma mais preocupante: um serial killer "surge" em São Francisco, matando não apenas simples mulheres, mas apenas mulheres que carregam bebês de colo. Entretanto, há algo em particular que caracteriza os assassinatos em série e é dessa forma que o maníaco é nomeado: o assassino do batom. Por quê? Porque ao assassiná-los, deixava na cena do crime uma única impressão que caracterizava-o, já que nunca havia impressões digitais ou qualquer prova que pudesse incriminá-lo. A pista eram três simples letras, a qual, em cada assassinato era variada em sua ordem. Porém, o anagrama não chegava a fazer qualquer sentido à polícia, dificultando ainda mais a busca por qualquer evidência. 

Após os crimes apresentados, temos a narração da sargento Lindsay, que desdobra-se para conciliar dois crimes e a maneira de torná-los decifráveis. Todavia, mesmo sem tentar evitar ordem de prioridade, já que (não diminuindo o assassinato da sra. Dowling) os assassinatos do Batom eram mais preocupantes por continuarem a repetir-se, Lindsay acaba tendo que equilibrar a prioridade das duas investigações quando o sr. Dowling usa a sua imagem famosa e vai à imprensa anunciando uma recompensa pelo assassino de sua esposa.

Recomendo o livro a todos, por ser muito envolvente e apresentar clímax na medida e momento certos. É uma leitura viciante, por querer descobrir como a trama vai ser solucionada e o que há a mais a ser desenvolvido. Em certos momentos, em que a narrativa poderia ficar cansativa,  o autor acrescenta diálogos e momentos que dinamizam e mudam leve e rapidamente o discurso de certas cenas, dando-as um caráter mais cotidiano. Em suma, é um livro em que não lê-se, mas devora-se rapidamente pela vontade de saber como será o desfecho para todos esses crimes. (Ah! Vale salientar que o autor não deixou pontas soltas, é incrível como no final tudo se conecta.)
-Amo você.
- Claro que sim. Também amo você. Gostaria que houvesse uma forma melhor e mais expressiva de dizer isso. Pena que você não pode deslizar por minha pele, entrar sorrateiramente e sentir o quanto a amo. 
PS.: O livro tem um extra sobre o romance ao qual não citei. ;)

27 comentários

  1. Ta ái, fui convencida em ler algum livro policial de Patterson, achei interessante o livro ser chamado de "Clube das Mulheres" e ter personagens fortes assim ♥
    Vou dar uma chance

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo Helana.
      Espero que você aproveite a leitura!
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá, adorei a resenha. Me parece um livro muito bom.
    No momento estou fugindo de sequências rs
    Mas ele vai pra minha lista.
    Beijos.

    www.umdejulho.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mylena, obrigada!
      Espero que curta a leitura. Por mais que seja uma continuação, pelo menos nesse, não há ligações importantes dos livrOs anteriores que comprometam as possíveis leituras futuras.
      Beijos :*

      Excluir
  3. Olá
    Eu sou super fã dessa série. Pena que a Arqueiro não vai mais dar continuidade.
    A Fox exibia a série de TV, mas a Lindsay era morena na TV heheh era a atriz Angie Harmon , a Rizzoli (Rizzoli & Isle) . Gosto qdo elas se encontram e sempre tem algo em comum ou a acrescentar sobre os casos.
    Ótima resenha
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosana.
      Não sabia que havia uma série, é maravilhoso de se saber!!!
      Também gosto quando elas se encontram, dá uma informalidade diante de todos os acontecimentos que se desenrolam.

      Excluir
  4. Oie

    Já li alguns dessa série, é meu gênero favorito e quando te pega de jeito que você devora rapidinho, melhor ainda.
    Interessante o apelido do assaltante kkkk.
    Adorei sua resenha e vou acrescentar entre minhas próximas leituras.

    bjs
    Fernanda Y.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fernanda!
      Esse foi o primeiro que li, e já me apaixonei pela escrita e pelo Clube das Mulheres.
      E sim, é realmente interessante como o apelido do assaltante se enquadra criativamente.
      Beijos :*

      Excluir
  5. Eu tentei ver a série de tv, mas por algum motivo não fui fisgada. Não sei, talvez lendo os livros eu me identifique mais com o enredo. E como sua resenha destaca as qualidades do livro, fiquei com vontade de conferir.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Nilda!
      Infelizmente nunca assisti a série, por isso não tenho como comparar, mas, livro a parte, é uma história interessante!
      Beijos :*

      Excluir
  6. Do James, meu livro preferido é "Os Assassinos do Cartão-Postal". Fato. Tenho "Meu Primeiro Amor" aqui para ler, mas até hoje não li. Acho que vou viciar nas obras dele se pegar essa série, hehehe. Beijos, ótimo post!

    Carolina Gama

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina.
      Infelizmente nunca li esse livro, mas pesquisarei, porque de fato me viciei na escrita do autor e na história.
      Obrigada! :*
      Beijos :*

      Excluir
  7. Olá, Cat. Eu adoro a narrativa do James e lendo sua resenha, fiquei imaginando a tensão toda durante o livro. Fiquei muito curiosa a respeito e com certeza o livro já entrou na minha lista de desejados.
    O que me surpreendeu foi a respeito das protagonistas serem mulheres, adorei essa parte!
    Ótima dica e resenha!

    ResponderExcluir
  8. Olá lindona,
    gostei demais da sua resenha. Nunca li livros assim, gostei demais.
    Com certeza vou aceitar essa dica.
    Um big beijo.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa, muito obrigada!
      Espero que você tenha uma ótima leitura!!!
      Um beijão :*

      Excluir
  9. Olá Catarina, adoro romances policiais e esse apesar de ser o ultimo de uma série me deixou mega curiosa, os dois casos parecem bem legais e pelos seus comentários o autor deve ter trabalhado eles bem *-*

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Cat. Tudo bem?
    Eu adoro livros policiais e é muito legal ver as mulheres à frente das investigações :)
    Então certamente essa seria uma série que eu gostaria de ler :)
    Mas não aceito muito bem a forma que o autor utiliza para "escrever" seus livros. Então acabo sempre com um pé atrás com seus livros e fico sem vontade de ler :P
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gislaine.
      Também fiquei com um pé atrás quando soube da forma de escrita, mas não me deixou a desejar, na verdade, foi uma leitura bem vinda e proveitosa :D
      Beijos :*

      Excluir
  11. Oi cat,
    Não sou muito fã dos livros policiais... já tentei ler os da Christie e da J.K. Rowling, mas não consegui finalizar nenhum. =[
    Adorei conhecer o autor e saber que ele faz uma série de livros de mulheres que combatem o crime. Isso é muito bacana!!
    Quem sabe essa seja uma chance pra eu me interessar mais por livros policiais?
    Beijos
    Blog Relicário de Papel
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu tenho a maior curiosidade de um livro desse autor. Mas queria um que não fosse em série.
    Esse me atraiu bastante e ainda bem que ele fecha bem a história, pq em gênero policial as vezes ficam pontas soltas que me matam de raiva.
    Vou anotar. Valeu a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá !!! Gostei bastante da sua resenha e fiquei bastante curiosa !!!
    Com certeza uma leitura que vale muito a pena
    já anotei a dica, bjoooo

    http://blogaventuraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lorena.
      Que bom! Espero que aproveite a leitura!
      Beijos :*

      Excluir
  14. Adoro leituras empolgantes, nunca li nada do James, acho que está na hora de conhecer mais um autor, sempre leio elogios. Sua resenha me convenceu. Bjkas

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Confesso que ainda não li nenhuma obra do autor pelo fato de não ser meu gênero literário favorito.
    Porém, algo que me chamou muito a atenção e acredito que não seja frequente é o clube das mulheres. Adorei que a parte da investigação é feita toda por personagens do sexo feminino e estou curiosa para conferir o trabalho da legista no decorrer da trama.
    Adorei a resenha e anotei a dica.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michelle, que ótimo!
      Sim, é fascinante e empolgante ver uma investigação feita por um grupo de mulheres e amigas, é algo incomum de muitos livros.
      Espero que desfrute da leitura e que o gênero não lhe deixe a desejar :D
      Beijos :*

      Excluir