Entre Filmes & Livros|| O Verdadeiro Dorian Gray: uma versão anotada e sem censura.







O Retrato de Dorian Gray, sem dúvida, é uma leitura densa e cheia de camadas, tendo em vista que o autor traz muitos detalhes e uma escrita refinada. Porém, é um clássico no qual TODOS DEVEM LER UMA VEZ NA VIDA! Pois, muitas das frases que Wilde transportou para o romance o tornam tão atual quanto vários outros posteriores a ele.



E uma das frases mais célebres do livro é:

“O único jeito de se livrar de uma tentação é ceder à ela.”

O Retrato de Dorian Gray, sem dúvida, foi um dos primeiros livros a anunciar o inicio do século XX e da modernidade na qual o seu célebre autor Oscar Wilde pagou um preço caro por colocar muito de sua vida na obra – além de sofrer censura e críticas pesadas, viu sua única obra-prima ser usada contra si no processo de Flagrante indecência ( processo que acusavam e prendiam homens que tinha romances homo afetivos) que o levou a prisão. 

Algumas das passagens do livro que foram usadas contra o autor no tribunal: 
“O homem pode ser feliz com qualquer mulher, contanto que não a ame.” 

Frase bastante irônica e polêmica tendo em vista que Wilde era casado e estava sendo acusado de ter relações extraconjugais com outros homens.









Oscar Wilde além de ter sido um contemporâneo de Baudelaire, Charles Dickens e Edgar Allan Poe, ele foi um homem além do seu tempo – criticava abertamente a sociedade hipócrita em que vivia e seu discurso e escrita sempre foram recheados de ironias, de um humor ácido e de um olhar astuto.

Mesmo sendo um livro do final do século XX, tem a temática bastante atual por falar sobre a eterna busca pela juventude, prazer sem limites, culpa, homossexualidade e hipocrisia.

Esta edição abaixo é uma versão anotada e sem censura pela selo da biblioteca azul ( Editora Globo), nela foi reconstituído o romance a parte do original datilografado – ou seja,eliminando toda a censura que o livro sofreu e constrói pela primeira vez a versão que Wilde gostaria que estivéssemos lendo hoje. ( Jorio Dauster, 2013)




O ROMANCE



A história é uma das mais famosas da literatura: um jovem que é dono de uma beleza extremamente encantadora, a qual faz todos ao seu redor admirá-lo. Ao conhecer o pintor Basil Hallward com quem inicia uma amizade, o mesmo não tem noção de que sua vida está prestes a ter uma mudança significativa. Após um belo dia no estúdio de Basil ,enquanto este dava inicio a uma nova pintura cujo modelo era Dorian, o jovem iria conhecer um amigo do artista chamado Lord Henry, um homem hedonista ,o qual acreditava que todos deveriam viver pelo prazer, ainda que o próprio não seguisse essa conduta.

 Ao conhecer Dorian, imediatamente se encanta com sua beleza extraordinária. Enquanto Basil pintava o retrato, ele lhe contou suas filosofias e ideologias de vida, baseadas no Hedonismo – viver pelo prazer. E nesse momento Dorian sente-se diferente, vaidoso ao extremo, ele sente que as coisas estavam começando a fazer sentido para ele e que desejava viver todas as coisas belas e prazerosas que o seu novo e fiel amigo relatava.

 Quando finalmente o retrato é finalizado, o Sr. Gray surpreende-se ao enxergar tanta beleza nele mesmo e, inconscientemente, acaba fazendo um pacto com o quadro ao afirmar que desejaria trocar sua alma por toda a beleza e juventude daquele quadro – que desejaria , irrevogavelmente, que todas os traços do envelhecimento alterassem o quadro e não a ele, de modo que permanecesse jovem e belo por toda a eternidade. 

O que ele não imaginava era que seu desejo seria fatalmente realizado e na medida em que Dorian se dedicava a todos os prazeres - sem hesitar ou se preocupar com os outros ao seu redor, e na maioria das vezes junto do seu amigo Lord Henry, ele percebeu que o quadro se modificava e mostrava a sua verdade face – mostrava sua era verdade alma. 

Seu amigo cuja afeição por Dorian beira a paixão, Basil tenta ajudá-lo a voltar a ser o que era antes.

( Wilde traz passagens no romance que comprovam o “amor proibido do pintor Basil por Dorian quando o mesmo conversa com Lord Henry explicando o quanto Dorian é importante para ele, o quanto ele o idolatra e fala apaixonadamente e timidamente sobre o jovem rapaz)

“Eu me entrego. Em geral, ele é encantador comigo, e voltamos do clube para casa de braços dados” ( página 95)

A tentativa de Basil de ajudá-lo não deu certo e as coisas tornam-se mais complicadas. E um tempo depois, Dorian se ver perdido e totalmente culpado por todas as coisas que causou e fez.

Mas será que ele consegue reverter à situação e salvar sua alma de todas as impurezas? Será que ele quer realmente ser uma pessoa melhor ou está sendo hipócrita?


Dorian Gray é simplesmente uma estória que ao ser lida nos faz pensar um pouco sobre nossas próprias condutas e desejos. E em um mundo onde a maioria das pessoas estão fissuradas na beleza e no “vivendo pelo prazer”, nos fazem imaginar “Até onde nós iríamos por isso?” Será que sacrificaríamos nossa integridade física e mental em nome disso?



O Retrato de Dorian Gray tem um desfecho impressionante e nos mostra o porquê é considerado a obra prima do célebre e dante Oscar Wilde.


ADAPTAÇÕES FÍLMICAS 

Caso assim como eu, você seja apaixonado por adaptações cinematográficas, aí vai duas ótimas indicações que abordam a temática do livro de diferentes panoramas para diferentes públicos e em diferentes épocas. Mesmo sendo divergentes, vale a pena conferir ambas!

                                   (Adaptação Fílmica de 1945 dirigida por Albert Lewin )

(Adaptação Fílmica de 2009 dirigida por Oliver Parker)



 

27 comentários

  1. Gente eu não sabia dessa obra, desculpe, mas fiquei curiosa para ver o filme, tem certos livros que eu prefiro ver o filme mesmo, como uma grande amante de cinema, adorei sua indicação, dica anotada.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há problema nenhum em preferir assistir só os filmes. Na verdade, são expressões artísticas divergentes e ambas tem públicos diferentes! Espero que goste! Se gosta de filmes antigos, sugiro o de 1945 também! ;)

      Excluir
  2. Olá!
    Acredita que eu nunca me interessei pela história do Dorian? Acho que ainda não estava preparada, literariamente falando, para a densidade da história. Minha mãe tinha o livro e eu tentei ler algumas vezes, mas sempre deixava de lado. Acho que agora vai haha essa edição está linda!

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenho inspirado você a querer lê-lo! Essa edição é a mais linda que já vi até agora, vem com anotações extras e fala um pouco sobre a vida do autor também,É uma edição de se apaixonar mesmo! Quando ler, vem aqui e me conta o que achou :)

      Excluir
  3. Já tinha ouvido falar do livro, mas nunca vi a capa dele e muito menos sabia que tinha filme. Vou ver se acho o filme para assistir e se curtir quem sabe procurar e ler o livro. ^^

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste! Lembre-se que o filme de 2009 é uma adaptação Young Adult da estória toda e envolve uma temática gótica também...muitos não gostaram,mas eu simplesmente adorei por terem ousado e interpretado a estória de uma outra forma. Se assistir, me conta depois o que achou!

      Excluir
  4. Olá!
    Eu não conhecia a obra. Mas, não consegui me interessar muito.
    Beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  5. Oie
    eu tenho vontade de ler o livro e ver o filme, parece ser muito bom e adorei seu post

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Catharina! Espero que assista e leia essa obra incrível! :)

      Excluir
  6. Olá
    Amei seu artigo/resenha super informativo.
    Eu li esse livro há muitos anos, assisti ao filme e e na série Penny Dreadful ele era o personagem que mais gostava, depois da protagonista.
    Oscar Wilde foi incrível, ou melhor é, afinal suas obras não morrerá jamais.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oscar Wilde foi um homem além do seu tempo! Sou totalmente apaixonada por sua estória e escrita. Eu comecei a assistir Penny Dreadful por causa que havia um Dorian Gray que com certeza se tornou um dos meus personagens favoritos junto com Vanessa Ives! ♥

      Excluir
  7. Eu tenho ódio pelo filme do Dorian Gray, acho um desrespeito à grande obra de Oscar Wilde...
    Gosto muito do livro, achei a adaptação terrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de conhecer mais sobre adaptações cinematográficas, eu sentia muito isso também! Hoje, eu já enxergo as coisas um pouco diferente. Uma adaptação não quer dizer que será uma cópia do livro, muito pelo contrário, dependendo do diretor, eles podem pegar só a essência do livro e adaptar para o filme sempre buscando colocar o atual dentro da estória, como foi no caso de Oliver Parker na adaptação de 2009. Ele simplesmente pegou a essencia do livro, recriou um estilo Young Adult do século XXI com uma pegada gótica e fez o filme. Acho que é totalmente desafiador pegar uma obra clássica e recria-la para o cinema pois já se tem em mente que muitos irão criticar e comparar com o filme! Mas não estou desrespeitando sua opinião, pelo contrário a compreendo perfeitamente e tu tens todo direito de não gostar mesmo se sabe de tudo isso! :)

      Excluir
  8. Olá,
    Ainda não tive contato nem com o livro nem com o filme.
    Mas achei muito interessante saber mais obre autor e obra.
    Oscar Wilde com certeza estava à frente de seu tempo e foi um grande crítico como você disse da sociedade hipócrita em que vivia. Amei os quotes.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Michele! Se além de ter gostado da estória, curtiu saber mais sobre o autor, tu deverias comprar essa edição linda e maravilhosa, pois ela dedica uma boa parte do livro para falar sobre o autor e sua tragetória e é IMPOSSÍVEL não se afeiçoar ao Oscar depois que você conhece sua história, e além disso, contribui bastante para entender melhor a estória do livro!

      Excluir
  9. Olá, Pri! Sem dúvidas uma obra interessantíssima! Imagino os conflitos internos e as desventuras de "viver por prazer", mas ao mesmo tempo o sentimento encantador de liberdade! Nunca li mas sua resenha me despertou o interesse pela obra!
    Parabéns elo texto!

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, fico muito feliz que tenha despertado o seu interesse!Tente ler nessa versão maravilhosa, que você irá amar a obra e o autor! >3

      Excluir
  10. Oi Pri!
    Faz tempo que quero ler essa obra clássica, mas sabe como é né... são tantos livros pra ler que acabei não lendo ainda, rsrsrsr
    Enfim, adorei essa edição sem cortes e vou procurar ler esse... que com certeza será bem mais interessante ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será imensamente interessante! :)
      Quando ler, não esquece de me contar o que achou!

      Excluir
  11. Nunca li o livro, mas fiquei bem interessada na obra. Mas acho que vou primeiro tentar com o filme haha
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique a vontade! Só lembrando que filme e romance são bem diferentes, mas ambos envolvem a estória de uma forma singular e envolvente! ;) Bom filme e boa leitura!

      Excluir
  12. Pri, com certeza é uma leitura muito boa.
    Super me prendeu quando li, é inevitável você não se envolver com a história.
    Sem contar que a adaptação de 2009 é muito boa.

    ResponderExcluir
  13. Ahhh, muita gente não curtiu essa adaptação,mas confesso que na época assisti primeiro o filme, essa adaptação de 2009, me interessei tanto pela romance que fui ler o livro também. As vezes o cinema pode facilitar para a literatura também :)
    Fico feliz que tenha gostado. Um beijo Déborah!

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é um dos meus preferidos da vida! Sou apaixonada pela escrita do Oscar Wilde e fico injuriada por todos os filmes colocarem o Dorian como um cara moreno com olhar sedutor, sendo que é muito importante que sua aparência seja aquela descrita por Wilde: loiro e com semblante angelical. Isso faz toda a diferença pra história! Dos filmes, prefiro a versão de 1945. Na de 2009 inventaram coisas demais e alteraram muito a história.

    ;*

    ResponderExcluir
  15. Hello, tudo bem?
    Nossa, achei a leitura muito boa.
    Quando li, achei que me prendeu a atenção e fica ate difícil nao se entrar na história.
    Essa adaptação de 2009 me falaram que é muito boa, mas ainda nao li.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  16. Oi!!
    Eu já assisti o filme e gosto bastante da história, mas não me vejo lendo esse livro no momento, justamente por ser uma trama densa, acredito que gostaria de ler quem sabe daqui um tempo. É sempre bom conhecer o livro e não somente o filme.
    Adorei o teu post.
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor. E quando tiver uma oportunidade não tenha receios de ler porque vale muito a pena :)

      Excluir