Resenha|| Depois do funeral




Título: Depois do funeral
Título original: After The Funeral
Editora: Círculo (sob licença editorial da editora Nova Fronteira)
Páginas:230
Ano de edição: 1953
Autor: Agatha Christie

Avaliação:


Sinopse: Surpreendida pela morte repentina do sr. Richard Abernethie, a família inteira do morto decide se reunir, o que há muito não fazia. Dentre os presentes, uma das irmãs do sr. Abernethie, Cora, causa um mal-estar generalizado ao levantar a hipótese de o irmão ter sido assassinado. Poucos dias depois, Cora é encontrada morta, fazendo com que o detetive Poirot entre em ação para tentar desvendar mais este caso.



Essa obra foi escrita por Agatha Mary Clarissa Christie, conhecida mundialmente como Agatha Christie, uma britânica nascida no fim do século XIX, que atuou como romancista, contista, dramaturga e poetisa. Suas obras se destacaram no subgênero romance policial, ganhando popularmente, em vida, a alcunha de “Rainha/dama do crime” por suas histórias emocionantes e cheias de reviravoltas e surpresas totalmente inesperadas em cada acontecimento. Possui mais de oitenta livros publicados, alguns sobre o pseudônimo de Mary Westmacott. Segundo o Livro dos Recordes, Agatha é a terceira escritora com maior número de cópias de suas obras vendidas, ficando atrás apenas das de William Shakespeare e da Bíblia, com traduções em mais de cem línguas diferentes.



Depois do funeral é um romance policial; “um funeral depois do outro”; um caso investigativo, onde o detetive belga Hercule Poirot entra em cena para desvendar o suposto assassinato do sr. Richard Albernethie; suspeita essa levantada por Cora Albernethie, sua irmã, que é considerada desequilibrada pelos parentes, já que sempre consegue causar algum tipo de desconforto em alguém com seus comentários e palpites incabíveis, mas que se fazem verdade, no fim das contas. Esse “hábito” acaba lhe trazendo problemas e inimizades. Porém a suspeita de Cora deixa todos os parentes no recinto durante o velório do rico industrial perturbados. “E se fosse verdade?”. A suspeita paira sobre todas as cabeças Albernethie, é o brutal assassinato de Cora, com uma machadinha, em sua própria casa, deixando ainda mais verídico, de fato, havia um assassino, que poderia estar envolvido com a morte de Richard.


O detetive Poirot entra na jogada a convite do advogado da família, Entwhistle, com o objetivo de por em pratos limpos mais um caso surpreendente em sua carreira, já que nenhum dos suspeitos desse crime apresenta um álibi consistente. Quase nenhum parente de Richard Albernethie parecia gostar dele, afinal, a  maior prova era a reunião dos familiares após o funeral; não para velarem a dor da perda, mas para discutirem a divisão da herança do morto.


Depois do funeral vai fazer você respirar fundo e se surpreender em cada capítulo. Um final de tirar o fôlego e a solução de um mistério chocante, além de uma leitura agradável e que prende você do início ao fim.


Agatha é uma das minhas escritoras favoritas, mesmo ainda não tendo muitas obras dela adquiridas, já que suas obras chegam a passar de 80, (mas amores começam assim, não é? (risos)). Após a leitura do Depois do funeral, o romance policial se tornou um dos meus gêneros de leitura preferidos. O tema já instiga o leitor a pensar em cada passo dos personagens e você não cansa de ler um só momento. Recomendo esse livro para qualquer pessoa que queira se surpreender com uma boa história.

Nenhum comentário