Resenha| Dama da Meia-Noite


Nome do livro: Dama da meia-noite - Os Artifícios Das Trevas - Vol. 1
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 560

Avaliação:

"Cinco anos após os acontecimentos de Cidade do Fogo Celestial, acompanhamos os Caçadores de Sombras do Instituto de Los Angeles enquanto tentam descobrir os responsáveis por uma série de assassinatos que vitimam tanto humanos quanto fadas. Agora Emma Carstairs é uma jovem em busca dos assassinos de seus pais, com a ajuda de seu parabatai, Julian Blackthorn. As crianças cresceram e podem se tornar os melhores Caçadores de sua época."





O mais novo lançamento de Cassandra Clare, Dama da Meia-Noite (Lady Midnight), que inicia a trilogia Os Artifícios das Trevas (The Dark Artifices), faz parte do universo dos Caçadores de Sombras, porém, mantêm o foco nos sobreviventes das famílias Carstairs e Blackthorn, já apresentados no ultimo livro de Os Instrumentos Mortais, Cidade do Fogo Celestial.








A história dá continuidade à uma preocupação apresentada no último livro de Os Instrumentos Mortais: o assassinato de fadas e humanos após a Guerra Maligna, a qual elevou Jace Herondale e Clary Fairchild - e claro, não podemos nos esquecer de Simon Lewis, Alec e Isabelle Ligthwood - à imagem de Caçadores celebridade. No entanto, Emma Carstairs não está convencida de que a morte de seus pais - a qual acredita que possui semelhanças com a do povo das fadas - tenha sido obra de Sebastian, e portanto, decide investigar, mesmo que tenha que se opor a Clave - a instituição que controla todo o Mundo das Sombras - e o decreto da Paz Fria, que proíbe a interação e proteção das fadas pelos Caçadores. 


A história não para por ai. Como parabatai de Emma, Julian Blackthorn oferece total apoio a ela, ainda mais quando uma delegação das cortes das fadas chega ao instituto de Los Angeles trazendo um acordo:

"- Então, primeiro, deixe passar os cavalos pretos, e depois deixe passar o marrom - murmurou Jules, citando um velho poema de fadas. - Um de preto, um de marrom, um de branco... - continuou. - É uma delegação oficial. Das Cortes."

Uma possibilidade de recuperar Mark Blackthorn da Caçada Selvagem surge, e motiva ainda mais o grupo a encontrarem respostas sobre o que, afinal, significam esses assassinatos, e qual a relação destes com a morte dos pais de Emma. Os personagens são bem desenvolvidos, alternado a visão da autora para certos personagens e deixando um ar de mistério que é desenvolvido ao longo do livro.

Emma, aos 17 anos, a melhor Caçadora de Sombras de sua geração, mostra-se uma garota determinada, movida pela vingança à morte de seus pais e sua ligação ao seu parabatai, o qual tenta esconder um segredo guardado a muito tempo, juntamente com a pressão da perda de membros da família, que o obrigou a estender seu papel de irmão para pai. No entanto, esta não é a única preocupação de Jules, que se questiona porque o amor, Eros, é proibido entre parabatai por lei pela Clave.

São apresentados ao enredo Malcolm Fade, o alto feiticeiro de Los Angeles; Cristina, uma Caçadora de Sombras intercambista, e melhor amiga de Emma; Diana, a tutora do Instituto de Los Angeles; os irmãos Blackthorn: Mark - filho de Lady Nerissa com Andrew Blackthorn, assim como Helen -, os gêmeos - Tiberius e Lívia -, Drusilla e Octavian; e entre outros personagens, algumas aparições de Magnus Bane (agradecemos Clare!). Além disso, a autora nos presenteou com um capítulo extra com alguns dos personagens principais de Os Instrumentos Mortais.

Clare é uma das minhas autoras favoritas, e, acredito, que a Dama da Meia-Noite não deixou a desejar. É uma leitura divertida e excitante, que envolve o leitor, e nos faz querer descobrir os mistérios apresentados com os segredos dos personagens e dos assassinatos, além de conter  um certo romance. A perspectiva abrangente dos personagens permite compreendê-los e se familiarizar com eles. A recomendação da leitura vai para aqueles que acompanham e apreciam os escritos da Cassandra, sabendo que nesse livro, há vários mistérios a serem descobertos.

Agora, é com vocês! O que acharam do livro?




 















12 comentários

  1. OMG! Eu tenho todos os livros de IM, adoro a coleção, mas ainda não me ei ao trabalho de comprar este livro novo, de coleção nova (de capa maravilhosa, putz!!!) pq não sabia se a "continuação" ia ser boa. Mas sei texto me fez ver que estou super errada! Já devia ter lido isso!!!! =O

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo a coleção de IM, e acredito que você vai amar Dama da Meia-Noite (não só pela capa que realmente é maravilhosa), pois além de explorar mais o mundo dos Caçadores, também vai lhe atualizar sobre a vida dos personagens principais de IM. Espero que você goste da leitura e obrigada pelo comentário! :*

      Excluir
  2. Oiie!

    Li todos os primeiros livros dos IM, mas me desanimei para ler os restantes depois de saber alguns spoilers rs Adorei a resenha!

    Beijos!
    https://leelerblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada :D
      Espero que você consiga ler os restantes, é realmente surpreendente e apaixonante, ao meu ver. E por mais que alguns spoilers tirem a graça, ha sempre um "Q" de surpresa quando lemos, devido aos detalhes que não nos são contados.

      Excluir
  3. Oiii
    Não li nenhum livro dos Instrumentos Mortais e acabei recebendo Dama da Meia Noite da editora, mas ainda não fiz a leitura pois fico meio assim de ler sem ter lido o último da série e tenho medo de acabar me perdendo no meio da história.

    Beijos
    http://www.sacudindoaspalavras.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dama da meia-noite é uma nova coleção, mas acredito que é preferível ler os Instrumentos Mortais primeiro, pois assim você se familiariza mais à história, e também, porque no livro aparece algumas informações do ultimo de os Instrumentos Mortais, assim como alguns personagens. =*

      Excluir
  4. Ooooiiii!
    Olha que coincidência, ganhei esse livro ontem! hehehe... Eu nunca li os livros da série Instrumentos Mortais, acho que lerei antes desse para poder compreender alguns detalhes da história. Essa edição é tão linda, eu me apaixonei pelo livro só pela capa! haha...
    Beijo.
    Ana Karina Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrsrs, realmente, esta coleção tem uma capa belíssima, e recomendo ler primeiro IM, pois como você disse, ajudará a entender algumas coisas da história e conhecer personagens que reaparecem em Dama da meia noite. Obrigada pelo comentário, =*

      Excluir
  5. Olá, tudo bem?
    Não me interessei muito pela série dos instrumentos mortais, porém minhas amigas gostam bastante! Soube que se alguém ler esta trilogia não fica totalmente perdido, o que vc acha?
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa, obrigada! :D
      Assim, Dama da meia noite é uma coleção nova, mas de certa forma uma sucessão de os IM (onde, na minha opinião, os mundo dos Caçadores de sombras foi mais explorado) logo, ela retoma personagens e algumas coisas que já aconteceram em os Instrumentos Mortais. Porem, dá para lê-lo, mas você vai ficar sabendo de várias coisas que aconteceram em os IM de uma forma "resumida". Beijos!

      Excluir
  6. Olá, acho que preciso terminar a série 'Os Instrumentos Mortais' antes de conferir essa nova série. Curti sua resenha e já anotei a dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Que bom Raquel! :D
    Espero que você goste da leitura! São livros apaixonantes e surpreendentes!

    ResponderExcluir